Resolução de problemas dos erros 550, 553 e erros de proibição de reencaminhamento

Aplica-se ao
Microsoft Office Outlook® 2003

O reencaminhamento ocorre quando uma mensagem de correio electrónico é enviada para um endereço de correio electrónico cujo domínio (o nome após o símbolo @ como, por exemplo, adatum.com) não é processado pelo Protocolo Simples de Transporte de Correio (SMTP) (protocolo SMTP (Simple Mail Transfer Protocol): protocolo comum utilizado para enviar mensagens de correio electrónico através da Internet.) ou pelo servidor de envio através do qual o emissor pretende que a mensagem seja enviada. O servidor SMTP tem de estar ligado a outro servidor SMTP para reencaminhar a mensagem.

Quando envia uma mensagem de correio electrónico que se depara com um erro de reencaminhamento, o seu servidor de correio electrónico SMTP (de envio) pode devolver-lhe a mensagem com uma mensagem de erro como a que se segue:

  • A mensagem não pode ser enviada porque um dos destinatários foi rejeitado pelo servidor. O endereço de correio electrónico rejeitado foi '<alguém@examplo.com>'. Assunto: '<Teste>', Conta: '<Teste>', Servidor: '<smtp.examplo.com>', Protocolo: SMTP, Resposta do Servidor: '550 <alguém@examplo.com>... Reencaminhamento Negado', Porta: 25, Secure (SSL): Não, Erro do Servidor: 550, Número do Error: 0x800CCC79.
  • "A mensagem não pode ser enviada porque um dos destinatários foi rejeitado pelo servidor. O endereço de correio electrónico rejeitado foi '<endereço do correio electronico>'. Assunto '<Teste>', Conta: '<Teste>', Servidor: '<smtp.examplo.com>', Protocolo: SMTP, Resposta do Servidor: '553 este domínio não faz parte da minha lista de anfitriões rcpt (#5.7.1)', Porta: 25, Secure(SSL): Não, Erro do Servidor: 553, Número do Erro: 0x800CCC79.

A mensagem exacta do erro pode variar, dependendo do Fornecedor de Serviços Internet (ISP) (ISP: empresa que fornece acesso à Internet, disponibilizando serviços como, por exemplo, correio electrónico, salas de Chat ou a utilização da World Wide Web. Alguns ISP são multinacionais, oferecendo acesso em muitos locais, enquanto que outros estão limitados a uma região específica.). Alguns ISP podem não devolver uma mensagem de erro quando detectam mensagem de envio como mensagem de correio electrónico comercial não solicitada. Nestes casos, parece que a mensagem foi enviada normalmente, deixa o Outlook, a pasta A Enviar e aparece na pasta Itens Enviados, mas na realidade não chega a ser entregue ao destinatário.

A sua mensagem foi negada porque o servidor de correio electrónico SMTP (de envio) não o reconheceu como um utilizador autorizado.

SMTP é o protocolo — normas que os computadores utilizam para comunicar entre eles — que a maioria dos servidores de correio electrónico utilizam para enviar mensagens de correio electrónico através da Internet. Quando utiliza um programa de correio electrónico, como o Outlook, que lhe permite armazenar as mensagens de correio electrónico no computador, precisa de um acesso a um servidor SMTP para enviar mensagens de correio electrónico.

 Nota   Os sistemas de correio electrónico da Web são idênticos ao MSN® Hotmail® e Yahoo! O correio é utilizado de uma forma diferente e este artigo não se aplica a essas contas de correio electrónico.

Publicidade não solicitada e reencaminhamentos abertos

As mensagens de correio electrónico comercial não solicitado são, por vezes, designadas de publicidade não solicitada ou spam. A razão principal porque a publicidade não solicitada continua a aumentar tem a ver com o facto de em termos monetários não custar virtualmente nada a enviar, na realidade os emissores nem sequer têm de enviar a publicidade não solicitada através do servidor de correio electrónico SMTP (de envio) do seu próprio ISP.

A estrutura base da Internet foi concebida antes de alguém considerar as implicações de proporcionar a possibilidade de enviar milhares de mensagens publicitárias não solicitadas por um custo ínfimo. Os remetentes da publicidade não solicitada utilizam a capacidade de reencaminhamento dos servidor SMTP para mascarar a origem real da publicidade não solicitada reencaminhando-a através de servidores de terceiros que permitem reencaminhamentos abertos. Deste modo, parece que a publicidade não solicitada vem do site que reencaminhou a mensagem e esconde a identidade do remetente real.

Até há bem pouco tempo, a maioria dos servidores de correio electrónico SMTP trabalhavam baseados num sistema fidedigno aberto. Sob este sistema, qualquer pessoa podia submeter uma mensagem de correio electrónico num servidor SMTP e o servidor aceitaria e reencaminharia para o destinatário ou para outro servidor de correio electrónico em que estivesse localizada a caixa de correio do destinatário. Num servidor de reencaminhamento designado de aberto, não havia restrições relativamente a quem estava autorizada a enviar via servidor SMTP.

O ISP para recuperação

Ao mesmo tempo que o volume de publicidade não solicitada aumenta, os administradores de rede — as pessoas responsáveis por gerir os servidores ISP — começam a colocar restrições nos seus servidores de correio electrónico SMTP. Estas restrições ajudam a prevenir que qualquer pessoa utilize ou abuse de um servidor de correio electrónico. Pense nisto como se fosse um telefone na recepção da empresa disponível para que qualquer pessoa utilizasse, quer trabalhasse ou não na empresa. Agora, a utilização desse telefone está restringida aos empregados.

Presentemente, existem vários tipos de restrições de utilização:

  • Requer autenticação SMTP     Da mesma forma que é necessária uma palavra-passe para aceder ao servidor POP3 (de recepção) das mensagens de correio electrónico, esta opção requer que forneça o nome de utilizador e palavra-passe para enviar mensagens de correio electrónico através do servidor SMTP. Normalmente, são utilizados o mesmo nome de utilizador e palavra-passe para o servidor POP3; no entanto, podem ser únicos.
  • Requer que se ligue primeiro ao servidor de correio electrónico (de recepção) POP3 para ISP     Quando se liga para obter as mensagens de correio electrónico, geralmente liga-se ao servidor de correio electrónico (de recepção) POP3. É-lhe solicitado que forneça um nome de utilizador e uma palavra-passe para aceder à caixa de correio. Um administrador de rede pode configurar o servidor, sendo que quando se liga primeiro e se autentica no servidor de correio electrónico POP3, este aprova qualquer pedido que faça para enviar uma mensagem de correio electrónico através do servidor SMTP de saída normalmente restrito.
  • Requer que estabelece ligação a partir de uma localização de rede autorizada     Quando está em casa e marca o ISP ou se tiver um cabo ou modem DSL, liga-se directamente à rede ISP. O utilizador é fidedigno, na medida em que tem uma conta com o ISP com um utilizador e uma palavra-passe. Está autorizado a utilizar o servidor SMTP para enviar mensagens de correio electrónico porque é um cliente.
  • Requer que se ligue de uma endereço IP específico ou âmbito de endereços de IP. O seu ISP pode autorizar o acesso ao servidor SMTP de pessoas que não estejam ligadas directamente à rede. Um utilizador remoto num escritório pode utilizar esta opção. No entanto, o problema está no facto de muitos lugares terem o que se designa por endereços de IP dinâmicos. Cada vez que se liga, não lhe é dada a garantia de ter o mesmo endereço IP. Algumas empresas podem ter um bloco reservado ou um âmbito de endereços de IP. O seu ISP pode autorizar ligações a partir desses endereços IP como utilizadores aprovados. O seu ISP pode fornecer-lhe informações adicionais.

Existem vários cenários possíveis para reencaminhamento. Seguem-se as situações mais comuns. Veja se alguma destas situações corresponde ao seu caso.

Cenário Isto está a reencaminhar?
Está em casa e tem uma conta de ISP que termina em @proseware.com que marca ou ao qual se liga por cabo ou através de um modem DSL. Enviou uma mensagem de correio electrónico para outra pessoa cujo endereço também termina em @proseware.com. Não. O seu correio devia ser processado normalmente.
Cenário idêntico ao primeiro, exceptuando que enviou uma mensagem de correio electrónico para uma pessoa cujo endereço de correio electrónico termina em @adatum.com. Sim, mas não está bloqueado. Está directamente ligado ao ISP e tem autorização para enviar correio através do servidor SMTP (de envio) do ISP para qualquer endereço de correio electrónico, independentemente de onde se encontra a caixa de correio do destinatário.
Está no trabalho. O endereço de correio electrónico de casa termina em @thephone-company.com e tem uma conta de ISP em casa que termina em @proseware.com que marca ou à qual estabelece ligação por cabo ou através de uma modem DSL. No Outlook, tem as mesmas definições de servidor SMTP que utiliza em casa. Enviou uma mensagem de correio electrónico para alguém cujo endereço de correio electrónico também termina em @proseware.com. Não. O seu correio devia ser processado normalmente.
Idêntico ao cenário anterior, exceptuando que enviou uma mensagem de correio electrónico para uma pessoa cujo endereço de correio electrónico termina em @adatum.com. Sim e esta mensagem podia ser bloqueada como correio de reencaminhamento. Está a tentar utilizar o servidor SMTP (de envio) do ISP doméstico enquanto não está ligado à rede do ISP. O servidor SMTP não pode validá-lo como um subscritor autorizado do ISP. Para além disso, está a pedir ao servidor SMTP para levar a sua mensagem e, em seguida, ligar-se a outro servidor SMTP para entregar na caixa de correio do destinatário.
Está num hotel ou está a aceder à Internet de uma local público que fornece acesso à Internet. Tem uma conta de ISP que termina em @proseware.com que marca ou à qual estabelece ligação por cabo ou através de um modem DSL. No Outlook, tem as mesmas definições do servidor SMTP que utiliza em casa. Enviou uma mensagem de correio electrónico para outra pessoa cujo endereço também termina em @proseware.com. Não. O seu correio devia ser processado normalmente.
Idêntico ao cenário anterior, exceptuando que enviou uma mensagem de correio electrónico para uma pessoa cujo endereço de correio electrónico termina em @adatum.com. Sim e esta mensagem podia ser bloqueada como correio reencaminhado. Está a tentar utilizar o servidor SMTP (de envio) do ISP doméstico enquanto não está ligado à rede do ISP. O servidor SMTP não pode validá-lo como um subscritor autorizado do ISP. Para além disso, está a pedir ao servidor SMTP para levar a sua mensagem e, em seguida, ligar-se a outro servidor SMTP para entregar na caixa de correio do destinatário.

O que devo fazer?

Se estiver a utilizar um cenário que é considerado reencaminhamento, tem de enviar a mensagem através do seu servidor actual de ligação. Isto significa que se está a trabalhar ou longe de casa e não está a utilizar o seu ISP para estabelecer a ligação à Internet e quer enviar uma mensagem da conta de correio electrónico do ISP doméstico, tem de alterar as definições da conta de correio electrónico para especificar o servidor SMTP utilizado onde se encontra, por exemplo, o seu servidor SMTP do trabalho.

Se esta solução não lhe for útil ou preferir utilizar a sua conta de ISP, o próximo passo é contactar o seu ISP e perguntar se qualquer uma das opções descritas anteriormente estão disponíveis para si. Para as primeiras duas restrições — requer autenticação SMTP ou requer que se ligue ao primeiro servidor (de recepção) POP3 de ISP — pode efectuar as alterações no Outlook no Assistente de Contas de Correio Electrónico.

Por que é que eu não consigo enviar correio?

Alterou as definições SMTP no Outlook ou encontrou uma opção que lhe devia permitir enviar mensagens de correio. No entanto, continua a não conseguir enviar ou receber uma mensagem de erro.

É possível que tenha procedido correctamente mas que se tenha deparado com uma funcionalidade de segurança que os administradores de rede utilizam para identificar fraude. Fraude de identidade é simplesmente uma forma de enviar uma mensagem de correio electrónico e conseguir identificar quem é.

O Outlook, como a maioria dos programas de correio electrónico, permite-lhe especificar o "nome a apresentar" e endereços de correio electrónico devolvidos que aparecem se alguém clica Responder à sua mensagem. A publicidade não solicitada quase sempre contém informações falsas nesse campos. Achou mesmo que aquelas mensagens que recebeu com um esquema para enriquecer rapidamente vêm mesmo de um super modelo ou de um dirigente.

Para impedir a fraude de identidade, alguns ISP restringem a inserção de falsas informações no campo de resposta do endereço de correio electrónico. Por exemplo, se o seu domínio ISP terminar em proseware.com, o ISP pode não permitir-lhe definir o remetente como terri@contoso.com. Esta restrição não é frequentemente utilizada como as restrições descritas anteriormente, mas pode ser aplicada a todos os utilizadores, independentemente da sua localização e ligação. Não há alternativa. Se o seu administrador de servidor estiver a utilizar este método, tem de especificar um domínio de endereço de correio electrónico de resposta que coincida com a ligação actual.

 
 
Aplica-se a:
Outlook 2003