Criar um Modelo de Dados no Excel

 Importante    Esta funcionalidade não está disponível no Office num PC com Windows RT. Pretende ver qual a versão do Office que está a utilizar?

Um Modelo de Dados representa uma nova abordagem para integração de dados de várias tabelas, criando de modo eficaz uma origem de dados relacional no interior de um livro do Excel. Com o Excel, os Modelos de Dados são utilizados de forma transparente, disponibilizando dados de tabela utilizados em relatórios de Tabelas Dinâmicas, PivotCharts e Power View.

A maior parte das vezes, nunca saberá que o modelo está lá. No Excel, o Modelo de Dados é visualizado como uma coleção de tabelas numa Lista de Campos. Para trabalhar diretamente com o modelo, terá de utilizar o suplemento Power Pivot no Microsoft Excel 2013 do Microsoft Office.

Ao importar dados relacionais, a criação de um modelo ocorre automaticamente ao selecionar várias tabelas:

  1. No Excel, utilize Dados > Obter Dados Externos para importar dados a partir do Access ou de outra base de dados relacional que contenha várias tabelas relacionadas.
  2. O Excel pede para selecionar uma tabela. Selecione Ativar a seleção de múltiplas tabelas.

    aixa de diálogo Selecionar tabela
  3. Selecione duas ou mais tabelas, clique em Seguintee em Concluir.
  4. Em Importar Dados, selecione a opção de visualização de dados que pretende, como uma Tabela Dinâmica numa nova folha, e crie o relatório.

Tem agora um Modelo de Dados que contém todas as tabelas que importou. Uma vez que selecionou a opção de relatório de Tabela Dinâmica, o modelo é representado na Lista de Campos que utiliza para criar o relatório de Tabela Dinâmica.

Lista de Campos da Tabela Dinâmica

O que pode fazer com este modelo? Pode utilizá-lo para criar relatórios de Tabelas Dinâmicas, PivotCharts e Power View no mesmo livro. Pode modificá-lo adicionando ou removendo tabelas e, se utilizar o suplemento Power Pivot, pode expandir o modelo adicionando colunas calculadas, campos calculados, hierarquias e KPIs.

Ao criar um Modelo de Dados, a opção de visualização é importante. Escolha Relatório de Tabela Dinâmica, Gráfico Dinâmico ou Relatório do Power View para visualização de dados. Estas opções permitem trabalhar com todas as tabelas coletivamente. Se, em alternativa, fosse escolhida a opção Tabela, cada tabela importada seria colocada numa folha em separado. Nesta disposição, as tabelas podem ser utilizadas individualmente, ainda que ao utilizar todas as tabelas em conjunto seja necessário um relatório de Tabela Dinâmica, Gráfico Dinâmico ou Power View.


 Notas 

  • Os modelos são criados implicitamente ao importar duas ou mais tabelas em simultâneo no Excel.
  • Os modelos são criados explicitamente ao utilizar o suplemento Power Pivot para importar dados. No suplemento, o modelo é representado num esquema com separadores, em que cada separador contém dados de tabela. Consulte Obter dados utilizando o suplemento Power Pivotpara obter as noções básicas da importação de dados utilizando uma base de dados do SQL Server.
  • Um modelo pode conter uma única tabela. Para criar um modelo baseado apenas numa tabela, selecione a tabela e clique em Adicionar a Modelo de Dados no Power Pivot. Poderá efetuar este procedimento se pretender utilizar funcionalidades do Power Pivot, como, por exemplo, conjuntos de dados filtrados, colunas calculadas, campos calculados, KPIs e hierarquias.
  • As relações entre tabelas podem ser criadas automaticamente se importar tabelas relacionadas com relações de chave primária e externa. De um modo geral, o Excel pode utilizar as informações de relação importadas como base para as relações entre tabelas no Modelo de Dados.
  • Para sugestões sobre como reduzir o tamanho de um modelo de dados, consulte o artigo Criar um Modelo de Dados de otimização da memória com o Excel 2013 e o suplemento Power Pivot.
  • Para informações mais detalhadas, consulte Tutorial: Análise de dados de Tabela Dinâmica utilizando um Modelo de Dados no Excel 2013.

 Sugestão    O seu livro contém dados, mas sabe se contém um Modelo de Dados? Pode rapidamente determinar o estado do modelo ao abrir a janela do Power Pivot . Se os dados forem apresentados nos separadores, significa que existe um modelo. Mais informações sobre Descobrir que origens de dados são usadas num modelo de dados de livro .

Utilizar um Modelo de Dados noutro relatório de Tabela Dinâmica, Gráfico Dinâmico ou Power View

Um livro do Excel pode conter apenas um Modelo de Dados, mas esse modelo pode ser utilizado repetidamente no livro.

  1. No Excel, clique em Inserir > Tabela Dinâmica.
  2. Em Criar Tabela Dinâmica, clique em Utilizar uma origem de dados externa e, em seguida, clique em Escolher Ligação.
  3. Em Ligação Existente, clique em Tabelas.
  4. Em Este Modelo de Dados de Livros, a opção Tabelas no Modelo de Dados do Livro está selecionada por predefinição. Clique em Abrir e, em seguida, clique em OK. É apresentada uma lista de Campos de Tabela Dinâmica, que mostra todas as tabelas existentes no modelo.

Adicionar dados existentes, não relacionados, a um Modelo de Dados

Vamos supor que importou ou copiou muitos dados que pretende utilizar num modelo, mas não marcou a caixa Adicionar estes dados ao Modelo de Dados durante a importação. Inserir novos dados num modelo é mais fácil do que pensa.

  1. Comece com os dados que pretende adicionar ao modelo. Pode ser qualquer intervalo de dados, mas funciona melhor se utilizar um intervalo com nome.
  2. Realce as células que pretende adicionar, ou se os dados estiverem numa tabela ou num intervalo com nome, coloque o cursor numa célula.
  3. Utilize uma das seguintes abordagens para adicionar os dados:
  • Clique em Power Pivot > Adicionar a Modelo de Dados.
  • Clique em Inserir > Tabela Dinâmicae, em seguida, selecione Adicionar estes dados ao Modelo de Dados na caixa de diálogo Criar Tabela Dinâmica.

O intervalo ou tabela são adicionados ao modelo como uma tabela ligada. Para informações adicionais sobre como processar tabelas ligadas num modelo, consulte Adicionar Dados Utilizando Tabelas Ligadas do Excel no Power Pivot.

Otimizar e expandir o Modelo de Dados no suplemento Power Pivot

No Excel, os Modelos de Dados existem para amplificar e enriquecer a experiência de criação de relatórios, em especial quando essa experiência inclui Tabelas Dinâmicas ou outros formatos de relatório que estão destinados à exploração e análise de dados. Apesar de importantes, os Modelos de Dados são mantidos deliberadamente em segundo plano para que possa concentrar-se no que pretende fazer com eles.

Mas suponha que trabalhar diretamente no modelo é exatamente o que pretende. Sabendo que a Lista de Campos é baseada num modelo, talvez pretenda remover as tabelas ou campos porque não são úteis na lista. Talvez pretenda visualizar todos os dados subjacentes que o modelo fornece ou adicionar KPIs, hierarquias e lógica de negócio. Por todos estes motivos e por mais alguns, quererá modificar diretamente o Modelo de Dados.

Para modificar ou gerir o Modelo de Dados, utilize o suplemento Power Pivot. O suplemento faz parte da edição Office Professional Plus do Excel 2013, mas não está ativado por predefinição. Saiba mais sobre Iniciar o suplemento Power Pivot no Microsoft Excel 2013.

Diferenças entre uma tabela no Power Pivot e uma tabela numa folha

No Power Pivot não pode adicionar uma linha a uma tabela ao escrever diretamente numa nova linha, como é possível numa folha de cálculo do Excel. No entanto, pode adicionar linhas utilizando comandos de Colar e atualizando os dados.

Os dados numa folha de cálculo do Excel são frequentemente variáveis e estão desalinhados: ou seja, uma linha poderá conter dados numéricos e a linha seguinte poderá conter um gráfico ou uma cadeia de texto. Por outro lado, é mais provável que uma tabela no Power Pivot se encontre numa base de dados relacional, em que cada linha tem o mesmo número de colunas e a maior parte das colunas contém dados.

Utilizar o Modelo de Dados no Power View

Um Modelo de Dados é utilizado como base de um relatório de Power View. Ao utilizar o suplemento Power Pivot, pode aplicar otimizações ao modelo que melhoram os relatórios de Power View. As otimizações incluem: especificar uma lista de campos predefinida, selecionar campos ou imagens representativas para identificar exclusivamente linhas específicas, ou especificar o modo como as linhas com valores repetidos (como empregados ou clientes com o mesmo nome) são processadas numa aplicação do relatório.

  1. Crie um Modelo de Dados ao importar várias tabelas relacionadas.
  2. Clique em Power Pivot > Gerir para abrir a janela do Power Pivot.
  3. Selecione uma tabela e aplique otimizações:
  1. Clique em Avançadas > Conjunto de Campos Predefinidos. Selecione os campos que devem aparecer automaticamente num relatório do Power View ao clicar na tabela principal. Consulte Configurar o Conjunto de Campos Predefinidos para Relatórios de Power View para obter detalhes.
  2. Clique em Avançadas > Comportamento da Tabela. Otimize os esquemas de relatório que agrupam dados. O agrupamento está sujeito aos comportamentos predefinidos que por vezes produz resultados imprevistos, como a consolidação das linhas que têm de ser listadas em separado. Consulte Configurar Propriedades de Comportamento da Tabela para Relatórios de Power View para obter detalhes.
  3. Clique em Avançadas > Categoria de Dados. Algumas visualizações de relatório são específicas dos tipos de dados. Por exemplo, se tiver uma baseada em horas ou datas, pode atribuir uma categoria de Data que ajude o Power View com as visualizações baseadas em tempos.
  1. Repita para outras tabelas.
  2. No Excel, clique em Inserir > Vista Avançada para iniciar um novo relatório. Consulte Power View: explorar, visualizar e apresentar dados para mais informações.
 
 
Aplica-se a:
Excel 2013, Power Pivot no Excel 2013