Solucionar problemas com gráficos

Dados e texto em gráficos

MostrarMeu gráfico de dispersão (xy) não usa meus valores ao longo do eixo horizontal (x)

Verifique se você não selecionou um gráfico de linhas. Se o eixo das categorias exibe números como 1, 2, 3, 4 e não os valores desejados, talvez você tenha selecionado um gráfico de linhas em vez de um gráfico de dispersão (xy) quando criou o gráfico. Exclua o gráfico, selecione os dados da planilha que você deseja plotar e clique em Assistente de Gráfico Imagem de botão. Na caixa de diálogo Assistente de gráfico - etapa 1 de 4 - tipo de gráfico, clique em Dispersão (XY) na caixa Tipo de gráfico. Se você desejar colocar linhas conectando os marcadores de dados (marcador de dados: uma barra, uma área, um ponto, uma fatia ou outro símbolo em um gráfico que representa um único ponto de dados ou valor que se origina em uma célula de planilha. Os marcadores de dados relacionados em um gráfico constituem uma série de dados.), clique em um dos subtipos de gráficos de dispersão (xy) que possua uma linha.

Certifique-se de inserir os dados do gráfico de dispersão (XY) na ordem correta na planilha. A linha superior (ou a coluna esquerda) da sua seleção de dados representa a série x e cada linha (ou coluna) sucessiva representa uma série y.

Certifique-se de que os valores de x estejam formatados como números. Números formatados como texto podem aparecer como 0, 1, 2, 3, em lugar dos valores desejados.

 Observação   Você também pode criar um gráfico de dispersão (xy) com um valor de x diferente para cada grupo de valores de y. Na guia Série da caixa de diálogo Dados de origem (menu Gráfico), selecione as séries para as quais você deseja alterar os valores de x. Em seguida, na caixa Valores de X, insira uma referência de célula ou digite os valores de x desejados, separados por vírgulas, como em .02, .03, .04.

MostrarEstou usando datas no gráfico, mas não obtenho um eixo de escala de tempo

Opção de escala de tempo      Certifique-se de que a opção Escala de tempo na guia Eixos da caixa de diálogo Opções de gráfico (menu Gráfico) esteja marcada. Se essa opção não estiver disponível, você não está usando o tipo de gráfico correto ou você não tem datas no eixo de categorias do seu gráfico.

Tipo de gráfico      O eixo de escala temporal está disponível apenas nos gráficos do tipo 2D ou 3D de linhas, colunas, barras, área ou de ações.

Relatórios de gráfico dinâmico      O eixo de escala de tempo não está disponível em um relatório de gráfico dinâmico (relatório de gráfico dinâmico: um gráfico que fornece uma análise interativa de dados, como um relatório de tabela dinâmica. É possível alterar os modos de exibição dos dados, ver diferentes níveis de detalhe ou reorganizar o layout do gráfico arrastando campos e exibindo ou ocultando itens em campos.).

Datas em um eixo das categorias       Certifique-se de que as datas estão no eixo das categorias de seu gráfico.

Rótulos de categorias de vários níveis      Você não pode usar um eixo de escala de tempo com rótulos de categorias de vários níveis (rótulos de categoria de vários níveis: rótulos de categoria em um gráfico que, com base nos dados da planilha, são automaticamente exibidos em mais de uma linha de uma hierarquia. Por exemplo, o título Produto pode aparecer acima de uma linha com os títulos Bananas, Maçãs e Peras.). Para converter em rótulos de categorias de um nível em um gráfico criado a partir de dados de uma planilha, não inclua várias linhas de rótulos nos dados de origem do gráfico.

MostrarEstá faltando texto ao longo do eixo horizontal do gráfico

Talvez não exista espaço suficiente no gráfico para exibir todos os rótulos do eixo. Se alguns dos nomes das categorias não estiverem visíveis ao longo do eixo horizontal do gráfico, tente um destes procedimentos:

MostrarDigitei novo texto ou números na planilha, mas o gráfico não foi atualizado

Se você digitar texto ou valores para as séries de dados (série de dados: pontos de dados relacionados plotados em um gráfico. Cada série de dados em um gráfico tem uma cor ou um padrão exclusivo e é representada na legenda do gráfico. É possível plotar uma ou mais séries de dados em um gráfico. Os gráficos de pizza têm somente uma série de dados.) e categorias da guia Série da caixa de diálogo Dados de origem (menu Gráfico, comando Dados de origem), o Microsoft Excel quebrará os links entre o gráfico e os dados da planilha em que o gráfico se baseia. O Excel também quebrará os links entre rótulos de dados (rótulo de dados: um rótulo que fornece informações adicionais sobre um marcador de dados, que representa um único ponto de dados ou valor que se origina em uma célula da planilha.) e os dados da planilha em que os rótulos se baseiam se você digitar informações diretamente no rótulo do gráfico. Para restabelecer cada um desses links, use um dos métodos a seguir.

Planilhas de gráfico       Para restabelecer os vínculos entre a planilha e uma planilha de gráfico (folha de gráfico: uma folha em uma pasta de trabalho que contém somente um gráfico. A folha de gráfico é útil na exibição de um gráfico ou relatório de gráfico dinâmico separada dos dados da planilha ou do relatório de tabela dinâmica.), redefina o intervalo de células usado para criar o gráfico.

MostrarComo?

  1. Clique no gráfico que você deseja alterar.
  2. No menu Gráfico, clique em Dados de )Origem e, em seguida, clique na guia Intervalo de Dados.
  3. Certifique-se de que toda a referência na caixa Intervalo de dados está selecionada.
  4. Na planilha, selecione as células que contêm os dados que você deseja que apareçam no gráfico.

Se você desejar que os rótulos de coluna e linha apareçam no gráfico, inclua as células que contêm esses rótulos na seleção.

Gráficos incorporados      Para restabelecer os vínculos entre a planilha e um gráfico incorporado (gráfico inserido: um gráfico colocado em uma planilha e não em uma folha de gráfico separada. Os gráficos inseridos são úteis quando você deseja ver ou imprimir um gráfico ou relatório de gráfico dinâmico com seus dados de origem ou outras informações em uma planilha.), redefina o intervalo de células ou arraste e dimensione novamente os intervalos marcados com cores na planilha, de modo a incluir os dados desejados.

Rótulos de dados      Para restabelecer os vínculos entre os dados da planilha e os rótulos de dados, marque a caixa de seleção Texto automático na guia Rótulos de dados da caixa de diálogo Opções de gráfico (menu Gráfico) para a série selecionada ou o gráfico inteiro.

Dados adicionais      Se você tiver digitado rótulos e valores adicionais na planilha que estejam fora do intervalo de dados em que o gráfico se baseia, terá que adicionar os novos dados ao gráfico.

MostrarComo?

Para adicionar dados a uma folha de gráfico (folha de gráfico: uma folha em uma pasta de trabalho que contém somente um gráfico. A folha de gráfico é útil na exibição de um gráfico ou relatório de gráfico dinâmico separada dos dados da planilha ou do relatório de tabela dinâmica.), copie e cole os dados da planilha para o gráfico.

Para adicionar dados a um gráfico incorporado (gráfico inserido: um gráfico colocado em uma planilha e não em uma folha de gráfico separada. Os gráficos inseridos são úteis quando você deseja ver ou imprimir um gráfico ou relatório de gráfico dinâmico com seus dados de origem ou outras informações em uma planilha.) criado a partir de células de planilhas adjacentes, use os intervalos com códigos de cores que cercam os dados na planilha. Você também pode adicionar dados a um gráfico incorporado arrastando os dados da planilha para o gráfico. Se o gráfico incorporado for criado a partir de seleções não-adjacentes (seleção não adjacente: uma seleção de duas ou mais células ou intervalos de células que não se tocam. Ao plotar seleções não adjacentes em um gráfico, verifique se as seleções combinadas compõem uma forma retangular.), use o procedimento copiar e colar.

MostrarAdicionar dados a um gráfico copiando e colando

  1. Selecione as células que contêm os dados que você deseja adicionar ao gráfico. Se desejar que o rótulo da coluna ou linha apareça no gráfico, inclua a célula que contém o rótulo na seleção.
  2. Clique em Copiar imagem de botão.
  3. Clique no gráfico.
  4. Siga um destes procedimentos:
    • Para que o Microsoft Excel cole automaticamente os dados no gráfico, clique em Colar imagem de botão.
    • Para especificar o modo como você deseja plotar os dados no gráfico, clique em Colar especial no menu Editar e, em seguida, selecione as opções desejadas.

MostrarAdicionar dados a um gráfico usando intervalos codificados com cores

O gráfico incorporado deve ser criado a partir de seleções adjacentes e estar na mesma planilha que os dados usados para criá-lo.

  1. Digite os dados e rótulos que você deseja adicionar à planilha nas células ao lado dos dados existentes.
  2. Selecione a área do gráfico (área de gráfico: o gráfico inteiro e todos os seus elementos.) clicando na área em branco entre a borda do gráfico e a área de plotagem (área de plotagem: em um gráfico 2D, a área delimitada pelos eixos, incluindo todas as séries de dados. Em um gráfico 3D, a área delimitada pelos eixos, incluindo a série de dados, os nomes de categorias, os rótulos de marca de escala e os títulos de eixos.).
  3. Siga um destes procedimentos:

MostrarAdicionar dados a um gráfico arrastando

  1. Selecione as células que contêm os dados que você deseja adicionar ao gráfico. As células devem estar próximas umas às outras na planilha.

Se você deseja que o rótulo da coluna ou linha para os novos dados apareça no gráfico, inclua a célula que contém o rótulo na seleção.

  1. Aponte para a borda da seleção.

Ponteiro na borda da seleção

  1. Arraste a seleção para o gráfico incorporado que você deseja atualizar.

Se o Microsoft Excel precisar de mais informações para plotar os dados, será exibida a caixa de diálogo Colar especial. Selecione as opções desejada.

 Observação   Se você não conseguir arrastar a seleção, certifique-se de que a caixa de seleção Arrastar e soltar célula está marcada. Para marcar esta definição, clique em Opções no menu Ferramentas e na guia Editar.

Relatórios de gráfico dinâmico      Não existe link entre um relatório de gráfico dinâmico (relatório de gráfico dinâmico: um gráfico que fornece uma análise interativa de dados, como um relatório de tabela dinâmica. É possível alterar os modos de exibição dos dados, ver diferentes níveis de detalhe ou reorganizar o layout do gráfico arrastando campos e exibindo ou ocultando itens em campos.) e os dados da planilha. Em vez disso, o relatório usa uma cópia dos seus dados armazenada na memória. Se você tiver efetuado uma alteração em seus dados de origem e o relatório de gráfico dinâmico não for alterado, tente atualizá-lo.

MostrarComo?

 Observação   Se o relatório for baseado em um arquivo de cubo offline (arquivo de cubo offline: um arquivo que você cria no disco rígido ou em um compartilhamento de rede para armazenar dados de origem OLAP para um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico. Os arquivos de cubo offline possibilitam que você continue trabalhando quando não estiver conectado ao servidor OLAP.), sua atualização reconstruirá completamente o arquivo de cubo com base no servidor OLAP (OLAP: uma tecnologia de banco de dados otimizada para a geração de consultas e relatórios, e não para o processamento de transações. Os dados OLAP são organizados hierarquicamente e armazenados em cubos em vez de tabelas.) e poderá ser tão demorado quanto a criação inicial do arquivo de cubo.

  1. Clique no relatório.
  2. Na barra de ferramentas (barra de ferramentas: uma barra com botões e opções que podem ser usadas para executar comandos. Para exibir uma barra de ferramentas, pressione ALT e, em seguida, SHIFT+10.) Tabela dinâmica, clique em Atualizar dados imagem de botão.
  3. Se desejar que o Microsoft Excel atualize o relatório automaticamente quando você abrir a pasta de trabalho, defina esta opção.

MostrarComo?

  1. Na barra de ferramentas Tabela dinâmica, clique em Tabela dinâmica ou em Gráfico dinâmico e, em seguida, clique em Opções de tabela ou em Opções.
  2. Marque a caixa de seleção Atualizar ao abrir.
  1. Se o relatório for baseado em dados externos e você desejar que o Excel atualize o relatório em intervalos programados, defina esta opção.

MostrarComo?

  1. Na barra de ferramentas Tabela dinâmica, clique em Tabela dinâmica ou em Gráfico dinâmico e, em seguida, clique em Opções de tabela ou em Opções.
  2. Marque a caixa de seleção Atualizar a cada e insira o intervalo desejado na caixa minutos.

 Observação   Quando você atualiza um relatório de gráfico dinâmico ou seu relatório de tabela dinâmica associado (relatório de tabela dinâmica associado: o relatório de tabela dinâmica que fornece os dados de origem ao relatório de gráfico dinâmico. É criado automaticamente quando você cria um novo relatório de gráfico dinâmico. Quando você altera o layout de um relatório, o outro também é alterado.), parte da formatação do gráfico pode ser perdida.

MostrarDica

Se o banco de dados solicitar uma senha a cada atualização, será possível fazer o Excel salvar a senha para que você não precise digitá-la repetidamente. Na barra de ferramentas Tabela dinâmica, clique em Tabela dinâmica ou Gráfico dinâmico, clique em Opções de tabela ou Opções e marque a caixa de seleção Salvar senha. Esta opção salva a senha como um arquivo legível, então se a segurança for uma preocupação maior do que a conveniência, convém não usar esta opção.

MostrarPubliquei um gráfico, mas ele está vazio quando o exibo no navegador

Você deve incluir valores de x e y em um gráfico xy (dispersão) e valores de x, y e do tamanho da bolha em um gráfico de bolhas que deseje publicar na Web. O Microsoft Excel fornece valores padrão se os valores de x não estiverem incluídos em sua seleção de dados. Esses valores aparecem no gráfico no Excel, mas não são publicados. Se você não incluiu todos os valores necessários no gráfico, digite-os em uma coluna adjacente e adicione-os ao gráfico.

Formatação

MostrarPor que o tamanho da fonte em meu gráfico sempre muda?

MostrarHá intervalos entre as datas plotadas no meu gráfico

Se os dados na planilha referentes ao eixo das categorias contiverem formatação de número de data, o Microsoft Excel usará automaticamente um tipo especial de eixo no seu gráfico chamado eixo de escala de tempo. Um eixo de escala de tempo mostra uma categoria em branco das datas para as quais você não possui dados. Se você não desejar ver esses intervalos — por exemplo, se você tiver dados para 1-Jan, 15-Jan, 3-Fev, 12-Fev e 2-Mar e desejar plotar os dias lado a lado — você pode alterar o eixo de escala de tempo para um eixo de categoria padrão. Clique no gráfico para selecioná-lo e depois clique em Opções do gráfico no menu Gráfico. Em seguida, na guia Eixos, clique em Categoria em Eixo das categorias (X).

MostrarOs rótulos de categoria de vários níveis no meu relatório estão posicionados de maneira diferente de quando criei o gráfico

Gráfico vinculado a uma pasta de trabalho fechada      Quando seu gráfico está vinculado a dados em uma pasta de trabalho fechada, os rótulos de categoria de vários níveis (rótulos de categoria de vários níveis: rótulos de categoria em um gráfico que, com base nos dados da planilha, são automaticamente exibidos em mais de uma linha de uma hierarquia. Por exemplo, o título Produto pode aparecer acima de uma linha com os títulos Bananas, Maçãs e Peras.) são exibidos de modo diferente em relação a quando você criou o gráfico. Por exemplo, o nível inferior dos rótulos talvez esteja alinhado à esquerda em vez de centralizado. Você pode alterar a posição dos rótulos abrindo a pasta de trabalho que contém os dados de origem do gráfico. Para isso, clique em Links no menu Editar na pasta de trabalho que contém o gráfico. Na lista, clique no arquivo de origem que contém os dados do gráfico e, em seguida, clique em Abrir Origem. Quando a pasta de trabalho de origem estiver aberta, os rótulos deverão retornar a suas posições originais.

Gráfico visualizado em uma versão anterior do Microsoft Excel      Rótulos de categoria de vários níveis também podem aparecer de modo diferente se você salvar sua pasta de trabalho usando o formato de uma versão anterior e, em seguida, abrir a pasta de trabalho em uma versão anterior do Excel.

MostrarCriei ou movi um gráfico e não consigo localizá-lo

Siga um destes procedimentos:

Se você moveu ou criou uma guia de planilha para o gráfico na parte inferior da janela da planilha.

Guias da planilha

Se você mover ou criar um gráfico incorporado (gráfico inserido: um gráfico colocado em uma planilha e não em uma folha de gráfico separada. Os gráficos inseridos são úteis quando você deseja ver ou imprimir um gráfico ou relatório de gráfico dinâmico com seus dados de origem ou outras informações em uma planilha.), poderá localizá-lo na planilha, clicando em Ir para no menu Editar e clicando em Especial. Clique em Objetos e depois clique OK.

MostrarA caixa de texto, imagem ou texto flutuante que adicionei ao tipo de gráfico definido pelo usuário não é incluído quando crio um gráfico

Caixas de texto, imagens ou textos flutuantes em gráficos não são salvos em gráficos definidos pelo usuário. Adicione esses objetos depois de criar o gráfico baseado no gráfico definido pelo usuário.

Relatórios de gráfico dinâmico

MostrarSolução de problemas em relatórios de gráfico dinâmico

Criando um relatório

MostrarUma mensagem 'Não há memória suficiente' aparece

Verifique a configuração de uso de memória

  1. Clique em OK na caixa de diálogo de mensagem.
  2. Crie o relatório novamente e, na etapa 3 do Assistente da tabela dinâmica e gráfico dinâmico, clique em Opções.
  3. Marque a caixa de seleção Otimizar memória.

Use os campos de página para economizar memória       Se ainda assim você não conseguir criar o relatório, configure um ou mais campos de página (campo de página: um campo atribuído a uma orientação de página em um relatório de tabela dinâmica ou gráfico dinâmico. É possível exibir um resumo de todos os itens em um campo de página, ou exibir um item de cada vez, que filtra os dados dos demais itens.) para recuperar os dados conforme você for selecionando cada item (item: uma subcategoria de um campo nos relatórios de tabela dinâmica e gráfico dinâmico. Por exemplo, o campo "Mês" poderia ter itens como "Janeiro," "Fevereiro" e assim por diante.).

  1. Na etapa 3 do assistente, clique em Layout.
  2. Arraste um ou mais campos para a área de página.
  3. Clique duas vezes em cada campo da página.
  4. Clique em Avançado.
  5. Clique em Consultar fonte de dados externos selecionando item de campo de página.

Simplifique o relatório       O número de campos que você pode adicionar depende da quantidade de memória do seu computador e da quantidade de dados de origem (dados de origem: a lista ou a tabela usada para criar um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico. Os dados de origem podem ser obtidos de uma lista ou intervalo do Excel, de um banco de dados ou cubo externo, ou de outro relatório de tabela dinâmica.) usados no relatório. Quando você quiser usar uma grande quantidade de campos, adicione-os como campos de série (campo de série: um campo exibido na área das séries de um relatório de gráfico dinâmico. Os itens em um campo de série são listados na legenda e fornecem os nomes das séries de dados individuais.) ou campos de página. Os campos de página usam uma quantidade de memória menor. Os campos de série usam menos memória do que os campos de categoria (campo de categoria: um campo exibido na área das categorias do relatório de gráfico dinâmico. Os itens em um campo de categoria aparecem como os rótulos no eixo de categorias.).

Baseie múltiplos relatórios para os mesmos dados em um relatório       Quando você cria um relatório de gráfico dinâmico, o Microsoft Excel cria uma área na memória para armazenamento do relatório. Se você pretende criar diversos relatórios a partir dos mesmos dados de origem, marque a opção Outro relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico na etapa 1 do assistente de forma que todos os relatórios usem a mesma área de armazenamento.

Simplifique o arquivo       Reduza o número de relatórios na pasta de trabalho.

Crie o relatório em um arquivo separado       Se o relatório for baseado em dados de uma planilha, crie o relatório em uma pasta de trabalho diferente daquela que contém os dados. Desta maneira, os dados originais e o relatório não precisam estar na memória simultaneamente. Lembre-se de que, quando você cria um relatório de gráfico dinâmico, o relatório de tabela dinâmica associado (relatório de tabela dinâmica associado: o relatório de tabela dinâmica que fornece os dados de origem ao relatório de gráfico dinâmico. É criado automaticamente quando você cria um novo relatório de gráfico dinâmico. Quando você altera o layout de um relatório, o outro também é alterado.) deve estar na mesma pasta de trabalho.

MostrarO relatório que desejo não está listado no Assistente da tabela dinâmica e gráfico dinâmico

O assistente lista somente os relatórios de tabela dinâmica       Se você deseja basear o novo relatório em outro relatório de gráfico dinâmico, selecione o relatório de tabela dinâmica associado (relatório de tabela dinâmica associado: o relatório de tabela dinâmica que fornece os dados de origem ao relatório de gráfico dinâmico. É criado automaticamente quando você cria um novo relatório de gráfico dinâmico. Quando você altera o layout de um relatório, o outro também é alterado.) relativo ao outro relatório de gráfico dinâmico. Para determinar qual é o relatório, clique no relatório de gráfico dinâmico, clique em Gráfico dinâmico na barra de ferramentas Tabela dinâmica e, em seguida, clique em Opções. A caixa Nome contém o nome do relatório de tabela dinâmica associado.

Verifique a localização do relatório       O assistente lista somente os relatórios de tabela dinâmica na pasta de trabalho onde você iniciou o assistente. Se o relatório de tabela dinâmica que você deseja usar como origem estiver em uma pasta de trabalho diferente, copie o relatório para a pasta de trabalho ativa.

Verifique as configurações de campo de página       O relatório de tabela dinâmica que você deseja pode ter campos de página (campo de página: um campo atribuído a uma orientação de página em um relatório de tabela dinâmica ou gráfico dinâmico. É possível exibir um resumo de todos os itens em um campo de página, ou exibir um item de cada vez, que filtra os dados dos demais itens.) definidos para consultar dados externos à medida que você seleciona cada item. Para usar um relatório de tabela dinâmica como origem de outro relatório, seus campos de página deverão estar todos definidos para recuperar dados externos para todos os itens, simultaneamente. Clique duas vezes em cada campo de página, clique em Avançado e verifique as configurações em Opções de campo de página.

MostrarEstou tendo problemas com a fonte de dados OLAP

Criando cubos OLAP

MostrarCampos de data ou hora têm níveis incorretos

Verifique o campo de data ou hora no banco de dados de origem       Se você não vir os níveis (nível: parte de uma dimensão OLAP. Dentro da dimensão, os dados são organizados em níveis de detalhe inferior e superior, como níveis Ano, Trimestre, Mês e Dia em uma dimensão Tempo.) esperados nas dimensões (dimensão: uma estrutura de dados OLAP que organiza dados em níveis, como País/Região/Cidade, para uma dimensão Geografia. Em um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico, cada dimensão se transforma em um conjunto de campos no qual você expande ou recolhe detalhes.) de data ou hora nos dados de origem do Assistente de cubo OLAP no Microsoft Query, verifique o campo de data ou hora do banco de dados relacional de base que forneceu os dados para o cubo. É possível que o banco de dados armazene datas e horas como texto e não em um formato de data e hora que o assistente possa reconhecer. Se você suspeitar que esse é o caso, consulte o administrador do banco de dados relacional para verificar e corrigir o formato de data e hora do campo.

Verifique o nível superior da dimensão       Quando você adiciona campos de data e hora como níveis inferiores de uma dimensão, o Assistente de cubo OLAP não separa automaticamente as datas em níveis ano/trimestre/mês/semana e hora/minuto/segundo. O assistente faz isso apenas quando você adiciona o campo de data ou hora como o nível superior de uma nova dimensão. Se o campo de data ou hora não for o nível superior, modifique o cubo abrindo o arquivo .oqy no Microsoft Query ou contate a pessoa que criou o cubo para que ela faça essas alterações.

MostrarA função resumo desejada está ausente

No Assistente de cubo OLAP, as únicas funções resumo disponíveis para campos de dados são Soma, Contagem, Mínimo e Máximo.

Crie o relatório diretamente dos registros de banco de dados       Ao simplificar e reduzir a consulta (consulta: no Query ou no Access, uma forma de localizar os registros que respondem a uma questão em particular sobre os dados armazenados em um banco de dados.) para o local onde o seu sistema possa manipular o volume de dados que ela retorna, tente retornar os dados diretamente do Microsoft Query para o Microsoft Excel sem criar um cubo. Ao criar um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico diretamente de registros em um banco de dados, você terá acesso ao conjunto completo de funções resumo de tabela dinâmica (Soma, Contagem, Média, Máximo, Mínimo, Mult, Cont.Núm, DesvPad, DesvPadp, Var e Varp).

Configure um servidor OLAP para o banco de dados      O produto da Microsoft para servidores OLAP, o Microsoft SQL Server OLAP Services, permite que você configure um intervalo maior de campos de resumo do que o software cliente OLAP incluído no Microsoft Office.

MostrarNão consigo alterar meu cubo OLAP

Certifique-se de que o banco de dados original está disponível       Para editar um cubo OLAP, você precisa ter acesso ao banco de dados de servidor original que forneceu os dados do cubo. Certifique-se de que o banco de dados não foi renomeado ou movido. Verifique se o servidor está disponível e se você pode conectá-lo.

Verifique se existem alterações no banco de dados original       Se você tiver usado o Assistente de cubo OLAP para criar o cubo com base em um banco de dados relacional, as tabelas no banco de dados podem ter sido renomeadas ou excluídas de tal forma que o cubo não consegue mais localizar os dados originais. Conecte-se ao banco de dados no Microsoft Query e verifique se ocorreram alterações na organização ou esquema do banco de dados. Se o banco de dados tiver sido alterado, você precisará criar um novo cubo.

MostrarÉ exibida uma mensagem informando que os dados foram perdidos

Um campo que você incluiu no cubo não está mais disponível no banco de dados de origem.

Verifique se foram feitas alterações no banco de dados original       Se o cubo for um arquivo de cubo offline (arquivo de cubo offline: um arquivo que você cria no disco rígido ou em um compartilhamento de rede para armazenar dados de origem OLAP para um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico. Os arquivos de cubo offline possibilitam que você continue trabalhando quando não estiver conectado ao servidor OLAP.) criado com base em um banco de dados de servidor OLAP, reconecte um relatório ao banco de dados de servidor e verifique se os campos que estão disponíveis na janela Lista de campos da tabela dinâmica. Se o campo não estiver mais disponível no servidor, você poderá usar o comando OLAP offline no menu Tabela dinâmica para criar um novo arquivo de cubo offline.

Se você tiver criado o cubo no Microsoft Query, use o Query para abrir o arquivo de consulta (consulta: no Query ou no Access, uma forma de localizar os registros que respondem a uma questão em particular sobre os dados armazenados em um banco de dados.) .dqy usado para criar o cubo ou, se não tiver conservado um arquivo .dqy, crie uma nova consulta conectando ao banco de dados relacional original. Verifique quais campos estão disponíveis. Para obter todas as instruções, consulte a Ajuda do Microsoft Query. Se os campos tiverem sido removidos do banco de dados, você poderá criar um novo cubo.

MostrarO salvamento do cubo está muito demorado

Se você tiver incluído um grande subconjunto dos dados OLAP no arquivo de cubo, a criação do arquivo poderá ser demorada.

MostrarO espaço em disco é esgotado enquanto salvo um cubo

Bancos de dados OLAP são criados para gerenciar quantidades muito grandes de dados detalhados e, como resultado, o banco de dados do servidor talvez ocupe uma quantidade muito maior de espaço do que seu disco rígido local oferece. Se você especificar um grande subconjunto desses dados para seu arquivo de cubo offline, talvez você fique sem espaço.

Libere espaço em disco ou encontre outro disco       Tente excluir os arquivos que você não precisa do disco antes de salvar o arquivo de cubo. Outra opção é tentar salvar o arquivo em um disco de rede.

Inclua menos dados no arquivo de cubo offline       Pense em como você pode minimizar a quantidade de dados no arquivo e ainda ter o que precisa para o relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico. Tente o seguinte:

Permaneça conectado ao servidor      Se você eliminou todos os dados possíveis e ainda não consegue salvar um arquivo de cubo offline, será necessário continuar usando a conexão com o banco de dados do servidor OLAP para interagir com seu relatório.

Usando cubos OLAP

MostrarFaltam dados em meu relatório depois que crio um arquivo de cubo

Ao selecionar o conteúdo para o arquivo de cubo offline, talvez você tenha omitido alguns dados para os campos usados no relatório. Como conseqüência, ao alterar o relatório para exibir dados diferentes, os dados que você esperava ver não estão disponíveis no arquivo de cubo offline.

Use o comando OLAP offline do menu Tabela dinâmica para reconectar o relatório ao banco de dados de servidor e certifique-se de que o relatório exibe os dados que você deseja ver. Em seguida, edite o arquivo de cubo offline, certificando-se de incluir todas as dimensões, campos de dados e níveis de detalhe usados no relatório.

MostrarO relatório está usando campos da consulta em vez de meu cubo

Se a janela Lista de campos da tabela dinâmica estiver mostrando os campos do banco de dados relacional consultado para a criação do cubo, isso significa que você retornou os dados de sua consulta para o Microsoft Excel em vez de abrir o arquivo .oqy criado pelo Assistente de cubo OLAP. Esse arquivo armazena a definição do cubo e, se você tiver salvo um arquivo de cubo offline .cub, ele fornecerá acesso a esse arquivo. Se você não tiver especificado um novo local para o arquivo .oqy, o arquivo foi salvo em Meus documentos\Minhas fontes de dados ou em \Winnt\Perfis\seu nome de usuário\Minhas fontes de dados, dependendo da sua versão do sistema operacional Windows.

Para basear um relatório em um novo cubo, clique em Abrir no menu Arquivo do Excel, clique em Arquivos do Query na lista Arquivos do tipo e, em seguida, localize e clique duas vezes no arquivo .oqy. Se desejar um relatório de gráfico dinâmico, clique no relatório da tabela dinâmica criado quando você abriu o arquivo .oqy e, em seguida, clique em Assistente de gráfico imagem de botão na barra de ferramentas Tabela dinâmica.

MostrarDados que sei que estão no banco de dados estão faltando no meu cubo

Cubos criados de bancos de dados relacionais ou bancos de dados de servidor OLAP não necessariamente incluem todos os dados do banco de dados original. Somente os dados que você seleciona no Offline Cube Wizard ou Assistente de cubo OLAP são incluídos no cubo.

Aguarde a conclusão da recuperação de dados       Quando você altera o relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico para exibir dados diferentes, os novos dados são recuperados do cubo. Quando você atualiza (atualizar: atualizar o conteúdo de um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico para refletir alterações nos dados de origem subjacentes. Se o relatório se basear em dados externos, a atualização executará a consulta subjacente para recuperar dados novos ou alterados.) o relatório, os novos dados são recuperados do banco de dados original e o cubo é completamente reconstruído. Esse processo pode levar algum tempo.

Consulte a pessoa que criou o cubo       Se você tiver obtido o cubo de outra pessoa e, na janela Lista de campos da tabela dinâmica, estiverem faltando campos de que você necessita ou se níveis de detalhe desejados não estiverem disponíveis, peça ao criador do cubo para alterá-lo incluindo dados adicionais.

Altere o conteúdo de um arquivo de cubo offline       Se você tiver criado o arquivo de cubo offline no Microsoft Excel com base em um banco de dados de servidor OLAP, use o comando OLAP offline no menu Tabela dinâmica para alterar o arquivo. Certifique-se de incluir todas as dimensões, campos de dados e níveis de detalhe usados no relatório.

Verifique o conteúdo de um cubo criado no Query       Você não pode adicionar dados a cubos criados com o Assistente de cubo OLAP no Microsoft Query, mas pode alterar o modo como o cubo é organizado bem como excluir dados do cubo. Se no cubo estiver faltando campos do banco de dados relacional original, você poderá criar um novo cubo no Query para incluir esses campos. No Query, abra o arquivo .dqy usado para consultar os dados para o cubo OLAP ou crie uma nova consulta caso você não tenha mantido o arquivo .dqy. Adicione os outros campos que você deseja no cubo à consulta e use o comando Criar cubo OLAP no menu Arquivo do Query para criar um novo cubo. Para obter todas as instruções, consulte a Ajuda do Microsoft Query.

MostrarQuando atualizo, os novos dados não aparecem em meu relatório

É possível que o arquivo de cubo offline (arquivo de cubo offline: um arquivo que você cria no disco rígido ou em um compartilhamento de rede para armazenar dados de origem OLAP para um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico. Os arquivos de cubo offline possibilitam que você continue trabalhando quando não estiver conectado ao servidor OLAP.) ou o cubo criado no Microsoft Query não possa se conectar ao banco de dados original para recuperar os novos dados.

Certifique-se de que o banco de dados original está disponível       Verifique se o banco de dados de servidor original que forneceu os dados ao cubo não foi renomeado ou movido. Certifique-se de que o servidor está disponível e de que você pode conectá-lo.

Certifique-se de que os novos dados estejam disponíveis      Verifique com o administrador do banco de dados se o banco de dados foi atualizado nas áreas incluídas em seu relatório.

Certifique-se de que a organização do banco de dados não foi alterada       Se um cubo de servidor OLAP tiver sido reconstruído ou um banco de dados relacional que fornece dados para um cubo tiver sido reorganizado, talvez você precise reorganizar seu relatório ou criar um novo arquivo de cubo offline ou cubo do Assistente de cubo OLAP para acessar os dados alterados. Contate o administrador do banco de dados para descobrir se houve alterações no banco de dados.

MostrarO Microsoft Excel não consegue localizar meu arquivo de cubo offline

O arquivo .cub pode ter sido renomeado ou movido.

Certifique-se de ter o arquivo       Se outra pessoa lhe tiver fornecido o arquivo .oqy que você está abrindo, certifique-se de também ter acesso ao arquivo .cub.

Procure pelo arquivo       Se estiver tentando se conectar ao arquivo de cubo offline a partir da caixa de diálogo Configurações OLAP offline, clique em Procurar e localize o arquivo .cub.

Reconecte-se ao banco de dados original       Se não puder localizar o arquivo, talvez você possa reconectar o relatório ao banco de dados de servidor OLAP original. Clique no relatório, clique em OLAP offline no menu Tabela dinâmica e, em seguida, clique em OLAP online. Você poderá, então, criar um novo arquivo de cubo offline.

 Observação   Para obter mais ajuda para problemas com os cubos do Assistente de cubo OLAP, consulte a Ajuda do Microsoft Query.

Definir o layout de um relatório

MostrarOs botões de campo sumiram e eu não consigo alterar o layout

Verifique se os botões estão ocultos       Clique no relatório, clique em Gráfico dinâmico na barra de ferramentas Tabela dinâmica e certifique-se de que o comando Ocultar botões de campo de gráfico dinâmico não está selecionado.

Verifique se o relatório foi convertido para um gráfico estático       O Excel converte um gráfico dinâmico para um estático quando você exclui o relatório da tabela dinâmica associado (relatório de tabela dinâmica associado: o relatório de tabela dinâmica que fornece os dados de origem ao relatório de gráfico dinâmico. É criado automaticamente quando você cria um novo relatório de gráfico dinâmico. Quando você altera o layout de um relatório, o outro também é alterado.), copia ou move o relatório do gráfico dinâmico para outra pasta de trabalho ou salva a pasta de trabalho no Microsoft Excel 95 ou em formatos anteriores ou diferentes do formato Excel.

MostrarOs dados levam muito tempo para aparecer quando eu adiciono um campo

Quando um relatório é baseado em uma grande quantidade de dados externos ou em uma fonte de dados do Assistente de cubo OLAP, pode ser demorado arrastar campos da lista de campos para a planilha.

Solte os itens de dados por último       Solte campos nas áreas de série, categoria e página primeiro e solte campos na área de dados (área de dados: a parte de um relatório de tabela dinâmica que contém os dados de resumo. Os valores em cada célula da área de dados representam um resumo de dados dos registros ou linhas de origem.) por último. Este método minimiza a quantidade de dados que o Microsoft Excel tem que exibir nas etapas temporárias.

Desative a exibição dos itens de série e categoria       Na barra de ferramentas Tabela Dinâmica, certifique-se de que a opção Sempre Exibir Itens Imagem de botão está desativada. Os itens (item: uma subcategoria de um campo nos relatórios de tabela dinâmica e gráfico dinâmico. Por exemplo, o campo "Mês" poderia ter itens como "Janeiro," "Fevereiro" e assim por diante.) não aparecerão enquanto você arrastar campos para as áreas de série e categoria, mas aparecerão caso você adicione um campo de dados (campo de dados: um campo de uma lista, tabela ou banco de dados de origem que contém os dados resumidos em um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico. Normalmente, um campo de dados contém dados numéricos, como estatísticas ou valores de vendas.).

Use o assistente para alterar o layout       Se a resposta continua lenta, você pode voltar para o Assistente da tabela dinâmica e gráfico dinâmico para fazer o layout do relatório. No menu Dados, clique em Relatório de tabela e gráfico dinâmicos e, em seguida, clique em Layout.

MostrarNão consigo arrastar um campo

Verifique as definições dos campos da página       Se o campo que você deseja arrastar está definido para consultar dados externos à medida que você seleciona cada item, o campo pode estar bloqueado naquela posição da página. Clique duas vezes no campo, clique em Avançado e desmarque a caixa de seleção Desativar dinamização deste campo que está embaixo da Opções de campo de página. Se você arrastar o campo para outra área, o Microsoft Excel recupera os dados externos para todos os itens no campo de uma vez.

Verifique os dados de origem OLAP       Nos relatórios com dados de origem OLAP (OLAP: uma tecnologia de banco de dados otimizada para a geração de consultas e relatórios, e não para o processamento de transações. Os dados OLAP são organizados hierarquicamente e armazenados em cubos em vez de tabelas.), alguns campos podem ser usados apenas como série (campo de série: um campo exibido na área das séries de um relatório de gráfico dinâmico. Os itens em um campo de série são listados na legenda e fornecem os nomes das séries de dados individuais.), categoria (campo de categoria: um campo exibido na área das categorias do relatório de gráfico dinâmico. Os itens em um campo de categoria aparecem como os rótulos no eixo de categorias.) ou campos da página (campo de página: um campo atribuído a uma orientação de página em um relatório de tabela dinâmica ou gráfico dinâmico. É possível exibir um resumo de todos os itens em um campo de página, ou exibir um item de cada vez, que filtra os dados dos demais itens.). Esses campos têm ícone de campo de dimensão ícones na janela Lista de campos da tabela dinâmica. Os campos com ícones ícone de campo de dados podem ser usados somente como campos de dados (campo de dados: um campo de uma lista, tabela ou banco de dados de origem que contém os dados resumidos em um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico. Normalmente, um campo de dados contém dados numéricos, como estatísticas ou valores de vendas.).

Verificar as macros VBA       Uma macro (macro: uma ação ou um conjunto de ações que você pode usar para automatizar tarefas. As macros são gravadas na linguagem de programação Visual Basic for Applications.) do Visual Basic for Applications (VBA) pode desativar a capacidade de alterar o layout arrastando-se os campos. Se o símbolo de cancelamento aparecer sobre o ponteiro quando você tenta arrastar o campo, o método de arrastar foi desativado para aquele campo. Para obter ajuda nesse caso, contate o autor da macro na sua pasta de trabalho.

Verifique a proteção       Se a folha de gráfico ou a planilha contendo o relatório da tabela dinâmica associado (relatório de tabela dinâmica associado: o relatório de tabela dinâmica que fornece os dados de origem ao relatório de gráfico dinâmico. É criado automaticamente quando você cria um novo relatório de gráfico dinâmico. Quando você altera o layout de um relatório, o outro também é alterado.) está protegida, você não poderá mover campos ou fazer alterações no relatório do gráfico dinâmico. Desproteja a planilha de gráfico ou a planilha ou contate a pessoa que a protegeu.

MostrarA lista de campos está faltando

Clique no relatório       A lista de campos aparece somente quando o relatório está selecionado.

Exibir a lista de campos       Se você ainda não vê a lista de campos, clique em Mostrar lista de campos imagem de botão na barra de ferramentas Tabela dinâmica.

MostrarUm campo está sem uma seta suspensa

Verifique se este campo de dados é único       O campo de dados aparece junto aos campos de categoria (campo de categoria: um campo exibido na área das categorias do relatório de gráfico dinâmico. Os itens em um campo de categoria aparecem como os rótulos no eixo de categorias.) com uma seta suspensa somente quando forem adicionados dois ou mais campos de dados (campo de dados: um campo de uma lista, tabela ou banco de dados de origem que contém os dados resumidos em um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico. Normalmente, um campo de dados contém dados numéricos, como estatísticas ou valores de vendas.) ao relatório. Se o relatório tem um único campo de dados, o campo aparece na parte superior do relatório, abaixo da área de página.

Verifique se o campo está em uma dimensão OLAP       Em relatórios com dados de origem OLAP (OLAP: uma tecnologia de banco de dados otimizada para a geração de consultas e relatórios, e não para o processamento de transações. Os dados OLAP são organizados hierarquicamente e armazenados em cubos em vez de tabelas.), os campos de dimensão (dimensão: uma estrutura de dados OLAP que organiza dados em níveis, como País/Região/Cidade, para uma dimensão Geografia. Em um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico, cada dimensão se transforma em um conjunto de campos no qual você expande ou recolhe detalhes.) nas áreas de série e de categoria têm uma seta seta de campo no botão de campo (botão de campo: botão que identifica um campo em um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico. É possível arrastar os botões de campo para alterar o layout do relatório ou clicar nas setas ao lado dos botões para alterar o nível de detalhe exibido no relatório.) somente se este campo for o campo mais superior na dimensão. Você pode usar a seta nesse campo para exibir ou ocultar diferentes níveis de detalhe em toda a dimensão.

Verifique se os níveis superiores estão ocultos       Quando níveis (nível: parte de uma dimensão OLAP. Dentro da dimensão, os dados são organizados em níveis de detalhe inferior e superior, como níveis Ano, Trimestre, Mês e Dia em uma dimensão Tempo.) superiores de uma dimensão estão ocultos, o campo mais superior está oculto e nenhum dos campos exibidos tem a seta seta de campo. Clique com o botão direito do mouse em qualquer botão de campo na dimensão e, em seguida, clique em Mostrar níveis no menu de atalho.

MostrarA seta suspensa de um campo não funciona

Na barra de ferramentas Tabela Dinâmica, certifique-se de que Sempre Exibir Itens Imagem de botão esteja ativado. Se você não quiser ativar este recurso, arraste um campo para a área de dados (área de dados: a parte de um relatório de tabela dinâmica que contém os dados de resumo. Os valores em cada célula da área de dados representam um resumo de dados dos registros ou linhas de origem.). Quando você possuir um campo na área de dados, as setas suspensas funcionarão para todos os campos no relatório.

Formatando um relatório

MostrarA formatação, as linhas de tendência e as barras de erro desapareceram

Verifique alterações nos dados exibidos       Quando você faz alterações que afetam os dados que são exibidos no gráfico dinâmico ou o relatório de tabela dinâmica associado (relatório de tabela dinâmica associado: o relatório de tabela dinâmica que fornece os dados de origem ao relatório de gráfico dinâmico. É criado automaticamente quando você cria um novo relatório de gráfico dinâmico. Quando você altera o layout de um relatório, o outro também é alterado.), o Microsoft Excel descarta qualquer formato que você tenha aplicado aos rótulos de dados (rótulo de dados: um rótulo que fornece informações adicionais sobre um marcador de dados, que representa um único ponto de dados ou valor que se origina em uma célula da planilha.), aos pontos de dados (pontos de dados: valores individuais plotados em um gráfico. Os pontos de dados relacionados constituem uma série de dados e são representados por barras, colunas, linhas, fatias, pontos e outras formas. Essas formas são denominadas marcadores de dados.) e à série de dados (série de dados: pontos de dados relacionados plotados em um gráfico. Cada série de dados em um gráfico tem uma cor ou um padrão exclusivo e é representada na legenda do gráfico. É possível plotar uma ou mais séries de dados em um gráfico. Os gráficos de pizza têm somente uma série de dados.), incluindo quaisquer linhas de tendência (linha de tendência: uma representação gráfica de tendências em séries de dados, como uma linha inclinada para cima para representar um aumento de vendas em um período de meses. As linhas de tendência são usadas para o estudo de problemas de prognóstico, também denominado análise de regressão.) e barras de erro (barras de erros: normalmente usadas em dados estatísticos ou científicos, mostram um possível erro ou grau de incerteza em relação a cada marcador de dados em uma série.) que você tenha adicionado.

Alterações que resultam em formatação perdida incluem alterar o layout, adicionar ou remover campos (campo: em um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico, uma categoria de dados que é derivada de um campo nos dados de origem. Os relatórios de tabela dinâmica têm linha, coluna, página e campos de dados. Os relatórios de gráfico dinâmico têm série, categoria, página e campos de dados.), exibir ou ocultar itens (item: uma subcategoria de um campo nos relatórios de tabela dinâmica e gráfico dinâmico. Por exemplo, o campo "Mês" poderia ter itens como "Janeiro," "Fevereiro" e assim por diante.), exibir uma página diferente em um campo de página (campo de página: um campo atribuído a uma orientação de página em um relatório de tabela dinâmica ou gráfico dinâmico. É possível exibir um resumo de todos os itens em um campo de página, ou exibir um item de cada vez, que filtra os dados dos demais itens.), agrupar ou desagrupar itens, exibir ou ocultar detalhes, ordenar, alterar as funções de somatório (função resumo: um tipo de cálculo que combina os dados de origem em um relatório de tabela dinâmica ou em uma tabela de combinação ou quando você está inserindo subtotais automáticos em uma lista ou banco de dados. Os exemplos de função resumo incluem Soma, Contar e Média.) para um campo, alterar a exibição de subtotais, especificar dados de origem (dados de origem: a lista ou a tabela usada para criar um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico. Os dados de origem podem ser obtidos de uma lista ou intervalo do Excel, de um banco de dados ou cubo externo, ou de outro relatório de tabela dinâmica.) diferentes incluindo alterar a consulta (consulta: no Query ou no Access, uma forma de localizar os registros que respondem a uma questão em particular sobre os dados armazenados em um banco de dados.) de dados externos e atualizar (atualizar: atualizar o conteúdo de um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico para refletir alterações nos dados de origem subjacentes. Se o relatório se basear em dados externos, a atualização executará a consulta subjacente para recuperar dados novos ou alterados.) o relatório.

Termine de fazer alterações antes de formatar       Certifique-se de que que você esteja satisfeito com o layout e dados exibidos no relatório de gráfico dinâmico antes de fazer alterações na formatação.

Gravar uma macro para aplicar formatação       Se você altera com freqüência o relatório, você pode gravar uma macro (macro: uma ação ou um conjunto de ações que você pode usar para automatizar tarefas. As macros são gravadas na linguagem de programação Visual Basic for Applications.) à medida que vai aplicando a formatação desejada e, em seguida, pode executar a macro quando precisar reaplicar sua formatação.

MostrarNão consigo mover ou redimensionar a legenda, os títulos nem a área de plotagem

Em um relatório de gráfico dinâmico, você não pode mover ou redimensionar a legenda (legenda: uma caixa que identifica os padrões ou cores atribuídos às séries de dados ou categorias de um gráfico.), os títulos (títulos em gráficos: um texto descritivo alinhado automaticamente a um eixo ou centralizado na parte superior de um gráfico.) ou a área de plotagem (área de plotagem: em um gráfico 2D, a área delimitada pelos eixos, incluindo todas as séries de dados. Em um gráfico 3D, a área delimitada pelos eixos, incluindo a série de dados, os nomes de categorias, os rótulos de marca de escala e os títulos de eixos.) como faria em um gráfico comum, não interativo. O Microsoft Excel redimensiona automaticamente as áreas de plotagem para acomodar alterações no relatório.

Reposicionando a legenda       Você não pode alterar o tamanho da legenda, mas você pode alterar a sua posição no gráfico: no menu Gráfico, clique em Opções de gráfico, clique na guia Legenda e, em seguida, clique uma opção embaixo de Posicionamento.

Redimensionando títulos       Você não pode mover um título, mas você pode alterar seu tamanho modificando o tamanho de fonte: clique o título, clique em Título do gráfico selecionado no menu Formatar, clique na guia Fonte e então selecione o tamanho que você deseja.

MostrarO relatório não usa a posição ou o tamanho dos itens no tipo de gráfico definido pelo usuário

Não consigo mover ou redimensionar a legenda (legenda: uma caixa que identifica os padrões ou cores atribuídos às séries de dados ou categorias de um gráfico.), os títulos (títulos em gráficos: um texto descritivo alinhado automaticamente a um eixo ou centralizado na parte superior de um gráfico.) ou a área de plotagem (área de plotagem: em um gráfico 2D, a área delimitada pelos eixos, incluindo todas as séries de dados. Em um gráfico 3D, a área delimitada pelos eixos, incluindo a série de dados, os nomes de categorias, os rótulos de marca de escala e os títulos de eixos.) no relatório de gráfico dinâmico. O Microsoft Excel posiciona e dimensiona automaticamente estes elementos conforme necessário cada vez que você altera o relatório. Conseqüentemente, quando você especifica um tipo de gráfico definido pelo usuário para um gráfico dinâmico, o relatório usa seu posicionamento e tamanho automáticos para a legenda, títulos e área de plotagem em vez de quaisquer tamanhos ou posições que você tenha salvo no tipo do gráfico.

MostrarA formatação dos números não corresponde aos dados de origem

O Microsoft Excel não usa a formatação de números dos dados de origem do Excel no eixo de valores em um relatório de gráfico dinâmico. O eixo de valores inicialmente reflete a formatação de números da área de dados (área de dados: a parte de um relatório de tabela dinâmica que contém os dados de resumo. Os valores em cada célula da área de dados representam um resumo de dados dos registros ou linhas de origem.) do relatório de tabela dinâmica associado (relatório de tabela dinâmica associado: o relatório de tabela dinâmica que fornece os dados de origem ao relatório de gráfico dinâmico. É criado automaticamente quando você cria um novo relatório de gráfico dinâmico. Quando você altera o layout de um relatório, o outro também é alterado.).

Para alterar a formatação do eixo de valores, clique no eixo, clique em Eixo selecionado no menu Formatar, clique em Número e selecione a formatação desejada. Essa alteração não afeta a formatação de número no relatório de tabela dinâmica associado.

Dados e cálculos

MostrarO comando Dados de Origem não está disponível no menu Gráfico

Quando você quiser alterar a posição das séries ou dos dados de categoria ou quando você quiser redefinir os dados de origem a serem incluídos, não poderá usar o comando Dados de origem no menu Gráfico, como faria com gráficos normais.

Para alterar os campos de série (campo de série: um campo exibido na área das séries de um relatório de gráfico dinâmico. Os itens em um campo de série são listados na legenda e fornecem os nomes das séries de dados individuais.) para campos de categoria (campo de categoria: um campo exibido na área das categorias do relatório de gráfico dinâmico. Os itens em um campo de categoria aparecem como os rótulos no eixo de categorias.) e vice-versa, arraste os campos em direção às áreas para soltar (área para soltar: uma área em um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico na qual é possível soltar campos da caixa de diálogo Lista de Campos para exibir os dados no campo. Os rótulos em cada área para soltar indicam os tipos de campos que podem ser criados no relatório.) apropriadas. Para incluir diferentes dados de origem no relatório, clique no relatório, clique em Assistente de tabela dinâmica e gráfico dinâmico no menu Dados, clique em Voltar e use a etapa 2 do assistente para especificar dados de origem do Excel diferentes ou obter dados de origem externa diferentes para o relatório.

MostrarAs opções de campo de página não estão disponíveis

Verifique o tipo do campo      O campo (campo: em um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico, uma categoria de dados que é derivada de um campo nos dados de origem. Os relatórios de tabela dinâmica têm linha, coluna, página e campos de dados. Os relatórios de gráfico dinâmico têm série, categoria, página e campos de dados.) que você selecionou pode não ser um campo de página. Essas definições só estarão disponíveis para campos de página.

Verifique os dados de origem externa       Talvez o relatório não esteja baseado em dados externos. Essas definições não estarão disponíveis para relatórios baseados em dados de planilha.

Verifique a existência de dados de origem OLAP       Estas definições não estão disponíveis para relatórios baseados em dados de origem OLAP (OLAP: uma tecnologia de banco de dados otimizada para a geração de consultas e relatórios, e não para o processamento de transações. Os dados OLAP são organizados hierarquicamente e armazenados em cubos em vez de tabelas.). A lista de campos apresenta os ícones ícone de campo de dimensão e ícone de campo de dados em relatórios baseados em OLAP.

Verifique o tipo de dados para o campo       As definições de campo de página não estão disponíveis para campos de memorando ou campos contendo objetos OLE (OLE: uma tecnologia de integração de programa que pode ser usada para compartilhamento de informações entre programas. Todos os programas do Office oferecem suporte para OLE; por isso, você pode compartilhar informações por meio de objetos vinculados e inseridos.).

Verifique o suporte para a consulta parâmetro       Talvez o driver de ODBC (driver ODBC (Conectividade Aberta de Banco de Dados): um arquivo de programa usado para fazer conexão com um banco de dados em particular. Cada programa de banco de dados, como o Access ou o dBASE, ou sistema de gerenciamento de banco de dados, como o SQL Server, requer um driver diferente.) de seu banco de dados externo não aceite consultas parâmetro (consulta parâmetro: um tipo de consulta que, ao ser executada, solicita os valores (critérios) a serem usados na seleção dos registros para o conjunto de resultados, de modo que a mesma consulta possa ser usada para recuperar diferentes conjuntos de resultados.). Essas definições só ficarão disponíveis se o driver da origem de dados (fonte de dados: um conjunto armazenado de informações da "fonte" usado para estabelecer conexão com um banco de dados. A fonte de dados pode incluir o nome e a localização do servidor de banco de dados, o nome do driver de banco de dados e as informações que o banco de dados necessita quando você faz logon.) que você está usando aceitar consultas parâmetro.

Os drivers ODBC fornecidos com o Microsoft Query aceitam consultas de parâmetros. Para descobrir se um driver de terceiros oferece suporte a consultas de parâmetros, entre em contato com o fornecedor do driver.

Verifique a existência de relatórios baseados em outro relatório de tabela dinâmica       Quando você baseia mais de um relatório de gráfico dinâmico em um relatório de tabela dinâmica existente, as configurações de campo de página não estão disponíveis para nenhum dos relatórios.

Verifique se o campo está grupado       No relatório de tabela dinâmica associado (relatório de tabela dinâmica associado: o relatório de tabela dinâmica que fornece os dados de origem ao relatório de gráfico dinâmico. É criado automaticamente quando você cria um novo relatório de gráfico dinâmico. Quando você altera o layout de um relatório, o outro também é alterado.), arraste o campo para as áreas de linha ou coluna, clique com o botão direito do mouse em quaisquer itens (item: uma subcategoria de um campo nos relatórios de tabela dinâmica e gráfico dinâmico. Por exemplo, o campo "Mês" poderia ter itens como "Janeiro," "Fevereiro" e assim por diante.) agrupados, aponte para Agrupar e mostrar detalhes no menu de atalho, clique em Desagrupar e, em seguida, arraste o campo de volta para a área de página para disponibilizar as configurações de campo de página.

MostrarQuando uma consulta está sendo executada, eu não consigo alterar a planilha

Verifique se a área na qual você está editando está sendo atualizada       Enquanto uma consulta está sendo executada em segundo plano, você não pode alterar o relatório que está sendo atualizado no momento nem qualquer outro relatório baseado neste relatório.

Aguarde a conclusão da consulta ou cancele-a       Para verificar o progresso ou cancelar uma consulta, clique duas vezes no ícone indicador de atualização na barra de status e, se desejar, clique em Parar atualização.

Executar a consulta no segundo plano       Na barra de ferramentas Tabela dinâmica, clique em Gráfico dinâmico, clique em Opções e marque a caixa de seleção Consulta em segundo plano.

MostrarUm campo de dados está usando ContNúm em vez de Soma

Verifique por itens de texto ou em branco no campo       Se o campo de dados contém quaisquer valores de texto ou células em branco, o campo utiliza a função de resumo (função resumo: um tipo de cálculo que combina os dados de origem em um relatório de tabela dinâmica ou em uma tabela de combinação ou quando você está inserindo subtotais automáticos em uma lista ou banco de dados. Os exemplos de função resumo incluem Soma, Contar e Média.) ContNúm por padrão. Clique duas vezes no campo e clique em Soma na caixa Resumir por.

Verifique os dados de origem OLAP       Nos relatórios baseados em dados de origem OLAP (OLAP: uma tecnologia de banco de dados otimizada para a geração de consultas e relatórios, e não para o processamento de transações. Os dados OLAP são organizados hierarquicamente e armazenados em cubos em vez de tabelas.), as funções de resumo disponíveis são determinadas no servidor OLAP e você não pode alterará-las no relatório do Microsoft Excel. A lista de campos apresenta os ícones Ícone de campo de dimensão e Ícone de campo de dados nos relatórios baseados em OLAP.

MostrarFicam faltando dados após a atualização do relatório

Configure os campos da página para exibir todos os dados       Marque Todos em todos os campos de página (campo de página: um campo atribuído a uma orientação de página em um relatório de tabela dinâmica ou gráfico dinâmico. É possível exibir um resumo de todos os itens em um campo de página, ou exibir um item de cada vez, que filtra os dados dos demais itens.) antes de atualizar o relatório.

Se um campo de página não incluir Todos, o campo está configurado para consultar dados externos um item por vez ou os dados de origem (dados de origem: a lista ou a tabela usada para criar um relatório de tabela dinâmica ou de gráfico dinâmico. Os dados de origem podem ser obtidos de uma lista ou intervalo do Excel, de um banco de dados ou cubo externo, ou de outro relatório de tabela dinâmica.) não incluíram informação para um item Todos. Em ambos os casos, os dados são atualizados sempre que um novo item é selecionado.

Verifique o local dos dados que estão faltando       Em relatórios baseados em dados de planilha, talvez os novos dados tenham sido adicionados fora do intervalo de origem especificado originalmente ou talvez os dados de origem tenham sido movidos para um novo local.

  1. No menu Dados, clique em Relatório de tabela e gráfico dinâmicos.
  2. Clique em Voltar.
  3. Altere a especificação do intervalo de origem para incluir os novos dados ou especificar a nova localização.
  4. Clique em Concluir.

Verifique se a consulta está selecionando os dados corretos       Para relatórios baseados em dados externos, revise a consulta no Microsoft Query para ter certeza de que está recuperando os dados desejados.

Verifique o cubo ou o arquivo do cubo       Se o relatório for baseado em um cubo (cubo: uma estrutura de dados OLAP. O cubo contém dimensões, como País/Região/Cidade, e campos de dados, como Valor das Vendas. As dimensões organizam tipos de dados em hierarquias com níveis de detalhe e os campos de dados medem quantidades.) criado pelo Assistente de cubo OLAP, abra o arquivo .oqy no Microsoft Query e verifique o conteúdo do cubo para certificar-se de que ele contém os dados desejados. Se o relatório estiver baseado em um arquivo de cubo, verifique o conteúdo do arquivo de cubo: na barra de ferramentas Tabela dinâmica (relatório de tabela dinâmica associado: o relatório de tabela dinâmica que fornece os dados de origem ao relatório de gráfico dinâmico. É criado automaticamente quando você cria um novo relatório de gráfico dinâmico. Quando você altera o layout de um relatório, o outro também é alterado.), clique em Tabela dinâmica, clique em OLAP offline e, em seguida, clique em Editar arquivo de dados offline. Se o relatório for baseado em dados de origem de um banco de dados do servidor OLAP, consulte o administrador do banco de dados para verificar se o banco de dados foi alterado.

MostrarO relatório parece estar completamente diferente após a atualização ou não pode ser atualizado

Verifique a disponibilidade do banco de dados de origem      Certifique-se de que ainda seja possível conectar-se ao banco de dados externo e ver dados.

Verifique a existência de alterações no banco de dados de origem       Se o relatório se baseia em dados de origem OLAP (OLAP: uma tecnologia de banco de dados otimizada para a geração de consultas e relatórios, e não para o processamento de transações. Os dados OLAP são organizados hierarquicamente e armazenados em cubos em vez de tabelas.), talvez tenham sido feitas alterações nos dados disponíveis no cubo no servidor. Contate o administrador do servidor OLAP para obter mais informações.

 
 
Aplica-se a:
Excel 2003