INT.CONFIANÇA

Retorna um valor que você pode usar para construir um intervalo de confiança para uma média da população. O intervalo de confiança é um intervalo de valores. A média das suas amostras, x, encontra-se no centro desse intervalo, e o intervalo é x ± INT.CONFIANÇA. Por exemplo, se x for a média das amostras de tempos de entrega para produtos encomendados pelo correio, x ± INT.CONFIANÇA será o intervalo de médias da população. Para toda média de população, μ0, nesse intervalo, a probabilidade de se obter uma média de amostras mais distante de μ0 que x é maior que alfa; para qualquer média da população, μ0, não nesse intervalo, a probabilidade de se obter uma média de amostras mais distante de μ0 que x é menor que alfa. Em outras palavras, suponha que utilizemos x, desv_padrão e tamanho para construir um teste bicaudal em nível alfa de significância da hipótese de que a média da população seja μ0. Depois, não rejeitaremos essa hipótese se μ0 estiver no intervalo de confiança e rejeitaremos essa hipótese se μ0 não estiver no intervalo de confiança. O intervalo de confiança não nos permite inferir se há probabilidade 1 – alfa de que nosso próximo pacote levará um tempo de entrega que esteja no intervalo de confiança.

Sintaxe

INT.CONFIANÇA(alfa;desv_padrão;tamanho)

Alfa     é o nível de significância utilizado para calcular o nível de confiança. O nível de confiança é igual a 100*(1 - alfa)% ou, em outras palavras, um alfa de 0,05 indica um nível de confiança de 95%.

Desv_padrão     é o desvio padrão da população para o intervalo de dados e presume-se conhecido.

Tamanho     é o tamanho da amostra.

Comentários

  • Se algum argumento não for numérico, INT.CONFIANÇA retornará o valor de erro #VALOR!.
  • Se alfa ≤ 0 ou alfa ≥ 1, INT.CONFIANÇA retornará o valor de erro #NÚM!.
  • Se desv_padrão ≤ 0, INT.CONFIANÇA retornará o valor de erro #NÚM!.
  • Se tamanho não for um inteiro, será truncado.
  • Se tamanho < 1, INT.CONFIANÇA retornará o valor de erro #NÚM!.
  • Se considerarmos que alfa é igual a 0,05, precisaremos calcular a área sob a curva normal padrão que é igual a (1 - alfa) ou 95%. Este valor é ± 1,96. O intervalo de confiança é, portanto:

Equação

Exemplo

Suponha que observemos que, na nossa amostra de 50 viajantes, a duração média do trajeto para o trabalho seja de 30 minutos com um desvio padrão da população de 2,5. Com alfa = 0,05, INT.CONFIANÇA (0,05; 2,5; 50) retorna 0,69291. O intervalo de confiança correspondente é, então, 30 ± 0,69291 = aproximadamente [29,3; 30,7]. Para qualquer média da população, μ0, nesse intervalo, a probabilidade de se obter uma média de amostras mais distante de μ0 que 30 é mais de 0,05. Da mesma forma, para qualquer média da população, μ0, fora desse intervalo, a probabilidade de se obter uma média de amostras mais distante de μ0 que 30 é menor que 0,05.

Talvez seja mais fácil compreender o exemplo se você copiá-lo para uma planilha em branco.

MostrarComo?

  1. Crie uma pasta de trabalho ou planilha em branco.
  2. Selecione o exemplo no tópico da Ajuda. Não selecione os cabeçalhos de linha ou de coluna. 

Selecionando um exemplo na <b>Ajuda</b>

Selecionando um exemplo na Ajuda
  1. Pressione CTRL+C.
  2. Na planilha, selecione a célula A1 e pressione CTRL+V.
  3. Para alternar entre exibir os resultados e exibir as fórmulas que retornam os resultados, pressione CTRL+` (acento grave) ou, no menu Ferramentas, aponte para Auditoria de fórmulas e clique em Modo de auditoria de fórmulas.
 
1
2
3
4
A B
Dados Descrição
0,05 O nível de significância
2,5 O desvio padrão da população
50 O tamanho da amostra
Fórmula Descrição (resultado)
=INT.CONFIANÇA(A2;A3;A4) O intervalo de confiança para uma média da população. Em outras palavras, o intervalo de confiança para a média da população de base para o trajeto até o trabalho é igual a 30 ± 0,692951 minutos ou 29,3 a 30,7 minutos (0,692951).
 
 
Aplica-se a:
Excel 2003