Atualizar os dados em um banco de dados

Este artigo explica como atualizar dados existentes. O Microsoft Office Access 2007 fornece várias ferramentas para atualizar registros existentes, incluindo folhas de dados, formulários, consultas, localização e substituição, e o novo recurso Coleta de Dados.

Conforme for prosseguindo, lembre-se de que a atualização de dados corresponde a um processo diferente da inserção de novos dados. Para obter informações sobre como inserir novos dados em um banco de dados, consulte o artigo Adicionar um ou mais registros a um banco de dados.

Neste artigo


Início da página Início da página

Como o design de bancos de dados afeta a atualização

Leia esta seção se você não estiver familiarizado com o Access ou com os conceitos de bancos de dados relacionais. Grandes atualizações se tornam mais fáceis de entender quando você entende os princípios básicos do design de bancos de dados.

Um banco de dados do Access não é um arquivo da mesma maneira que um documento do Microsoft Office Word 2007 ou um conjunto de slide do Microsoft Office PowerPoint 2007. Por outro lado, um banco de dados típico do Access é uma coleção de tabelas, além de um conjunto de objetos construídos ao redor dessas tabelas  — formulários, relatórios, consultas e assim por diante.

Além disso, esses objetos devem aderir a um conjunto de princípios de design ou o banco de dados funcionará incorretamente, ou falhará completamente. Por outro lado, esses princípios de design afetam a forma como você insere dados. Lembre-se desses fatos sobre objetos e design de banco de dados conforme for prosseguindo.

  • Com algumas exceções (como um tipo de lista chamado de lista de valores), o Access armazena todos os dados em uma ou mais tabelas. O número de tabelas depende do design e da complexidade do banco de dados. Embora seja possível visualizar ou atualizar os dados em um formulário, relatório ou nos resultados retornados por uma consulta, o Access armazena os dados somente em tabelas.
  • Cada tabela deve armazenar dados sobre um único assunto, categoria ou objetivo. Por exemplo, uma tabela de informações de contatos comerciais não deve conter informações de vendas. Caso contrário, localizar as informações corretas se tornará difícil, se não impossível.
  • Cada campo em uma tabela deve aceitar apenas um tipo de dados. Por exemplo, não é possível armazenar anotações em um campo definido para aceitar números. Se você tentar inserir texto nesse campo, o Access exibirá uma mensagem de erro.
  • Com uma exceção, os campos em um registro devem aceitar apenas um valor. Por exemplo, um banco de dados criado adequadamente impedirá que você insira mais de um endereço em um campo de endereço. Por outro lado, o Microsoft Office Excel 2007, por padrão, permite que você insira qualquer número de nomes, endereços ou imagens em uma única célula, a menos que você tenha definido a célula para aceitar tipos de dados limitados.

No entanto, o Office Access 2007 também fornece um novo recurso chamado campo de valores múltiplos. Você pode usar os campos de valores múltiplos para anexar vários dados a um único registro e para criar listas que aceitem valores múltiplos. Por exemplo, você pode anexar um arquivo de texto, um conjunto de slide do Office PowerPoint 2007 e qualquer número de imagens a um registro em seu banco de dados. Também é possível criar uma lista de nomes e selecionar quantos nomes forem necessários. O uso dos campos de valores múltiplos parece quebrar as regras de design de bancos de dados porque você pode armazenar mais de um dado por campo de tabela, mas isso não acontece de fato, porque o Access impõe as regras, em segundo plano, armazenando os dados em tabelas ocultas e especiais.

Os links a seguir levam a artigos que fornecem mais informações sobre os assuntos e recursos discutidos nesta seção.

Início da página Início da página

Como os tipos de dados afetam a atualização

Se você não estiver familiarizado com o Access ou com os conceitos de bancos de dados relacionais, leia esta seção. Grandes atualizações se tornam muito mais fáceis de realizar quando você entende alguns dos princípios básicos do design do banco de dados.

Quando você cria uma tabela de banco de dados, você seleciona um tipo de dados para cada um dos campos dessa tabela, um processo que ajuda a garantir uma entrada mais precisa de dados. Por exemplo, suponha que você especifique o tipo de dados Número para um campo porque você precisa calcular os valores de vendas. Se alguém tentar inserir texto nesse campo, o Access exibirá uma mensagem de erro e não permitirá que o usuário salve o registro alterado, uma etapa que ajuda a proteger seus valores.

MostrarMostre-me como visualizar tipos de dados

Agora, o Access fornece duas maneiras de exibir tipos de dados para um campo de tabela. Você pode usar os comandos, na guia Folha de dados, ou pode abrir a tabela no Modo de design. Os conjuntos de etapas a seguir explicam como usar as duas técnicas.

Exibir tipos de dados usando comandos, na guia Folha de Dados

  1. No Painel de Navegação, clique duas vezes na tabela que você deseja usar.
  2. Clique no campo que deseja investigar.
  3. Na guia Folha de Dados, no grupo Tipo e Formatação de Dados, clique na seta para baixo, da a lista Tipo de Dados, para exibir o tipo de dados definido para o campo.

Exibir os tipos de dados no modo Design

  • No Painel de Navegação, clique com o botão direito do mouse na tabela e clique no Modo Design no menu de atalho.

O Access abre a tabela na grade de design, e a seção superior da grade mostra o nome e o tipo de dados de cada campo da tabela.

Campos no modo Design

O tipo de dados definido para cada campo da tabela fornece o primeiro nível de controle sobre o que você pode e não pode inserir em um campo. Em alguns casos, a configuração de um tipo de dados evita que você insira qualquer tipo de informação. A tabela a seguir lista os tipos de dados fornecidos pelo Office Access 2007 e descreve como eles afetam a entrada de dados.

Tipo de dados Efeito na data de entrada
Texto Os campos de texto aceitam caracteres numéricos ou de texto, incluindo listas delimitadas de itens. Um campo de texto aceita um número menor de caracteres do que um campo Memorando — de 0 a 255 caracteres. Em alguns casos, você pode usar funções de conversão para realizar cálculos sobre os dados em um campo de texto.
Memorando

Você pode inserir grandes quantidades de dados numéricos e de texto neste tipo de campo. Além disso, se o criador do banco de dados definir o campo para oferecer suporte ao formato rich text, é possível aplicar os tipos de formatação que normalmente são encontrados em programas de processamento de texto, como o Office Word 2007. Por exemplo, você pode aplicar fontes e tamanhos de fontes diferentes a caracteres específicos em seu texto, colocando-as em negrito ou itálico e assim por diante. Também pode adicionar marcas HTML (Hypertext Markup Language) aos dados.

Para obter mais informações sobre o uso de formatação rich text em um campo Memorando, consulte o artigo Formatar dados em linhas e colunas.

Como os campos de texto, você também pode executar funções de conversão nos dados de um campo Memorando.

Número Somente números podem ser informados neste tipo de campo, e você pode realizar cálculos usando os valores de um campo de Número.
Data/Hora

Neste tipo de campo só é possível inserir datas e horas. Dependendo de como o criador do banco de dados definir o campo, você pode encontrar estas condições:

  • Se o criador definiu uma máscara de entrada para o campo (uma série de caracteres literais e de espaço reservado que aparecem quando você seleciona o campo), você deve inserir dados nos espaços e no formato que a máscara fornecer. Por exemplo, se aparecer uma máscara, como MMM_DD_AAAA, você deve digitar uma data nesse formato nos espaços fornecidos — por exemplo, Out 11 2006. Não é possível digitar um nome de mês completo (como Julho) ou um valor de ano de dois dígitos.
  • Se o criador não criou uma máscara de entrada para controlar como inserir uma data ou hora, você pode inserir o valor usando qualquer data válida ou formato de hora. Por exemplo, você pode digitar Out. 11, 2006, 10/11/06 ou 11 de outubro de 2006.
  • O criador do banco de dados pode aplicar um formato de exibição ao campo. Nesse caso, se uma máscara de entrada não estiver presente, é possível inserir um valor em quase qualquer formato, mas o Access exibe as datas de acordo com o formato de exibição. Por exemplo, você pode digitar 10/11/2006, mas o formato de exibição pode ser definido para exibir o valor como 11-Out-2006.

Para obter mais informações sobre máscaras de entrada, consulte o artigo Formatar dados em linhas e colunas.

Moeda Só é possível inserir valores de moeda neste tipo de campo. Além disso, não é necessário inserir manualmente um símbolo de moeda. O Access aplica, por padrão, o símbolo de moeda ( ¥, £, $, etc.) especificado nas configurações regionais do Windows.
AutoNumeração Não é possível inserir ou alterar os dados neste tipo de campo, em nenhum momento. O Access incrementa os valores em um campo AutoNumeração sempre que você adiciona um novo registro a uma tabela.
Sim/Não Quando você clica em um campo definido para este tipo de dados, o Access exibe uma caixa de seleção ou uma lista suspensa, dependendo de como o campo for formatado. Se você formatar o campo para mostrar uma lista, poderá selecionar Sim ou Não, Verdadeiro ou Falso, ou Ativado ou Desativado na lista, novamente dependendo do formato aplicado ao campo. Não é possível inserir ou alterar os valores na lista diretamente de um formulário ou tabela.
Objeto OLE

Este tipo de campo é usado quando você quer exibir dados de um arquivo criado em outro programa. Por exemplo, você pode exibir um arquivo de texto, um gráfico do Excel ou um conjunto de slide do PowerPoint em um campo Objeto OLE.

 Observação   Os anexos oferecem uma maneira mais rápida, fácil e flexível de visualizar dados de outros programas. Consulte a entrada Anexo, mais adiante nesta tabela, para obter mais informações.

Hiperlink Você pode inserir qualquer dado neste tipo de campo e ele será transformado pelo Access, em um endereço da Web. Por exemplo, se você digitar um valor no campo, o Access cercará seu texto com texto Uniform Resource Locator (URL) (URL: um endereço que especifica um protocolo (como HTTP ou FTP) e a localização de um objeto, documento, página da World Wide Web ou outro destino na Internet ou em uma intranet, por exemplo: http://www.microsoft.com/.), por exemplo: http://www.seu_texto.com. Se você inserir um endereço da Web válido, o link funcionará — senão, o link resultará em uma mensagem de erro. Além disso, editar hiperlinks existentes pode ser difícil porque clicar em um campo de hiperlink com o mouse inicia o navegador da Web e o leva até o site especificado no link. Para editar um campo de hiperlink, você pode selecionar um campo adjacente, usar as teclas TAB ou de seta para mover o foco para o campo do hiperlink e pressionar F2 para ativar a edição.
Anexo

Neste tipo de campo você pode anexar dados de outros programas, mas não pode digitar e nem inserir dados textuais ou numéricos.

Para obter mais informações sobre o uso do campo Anexo, consulte o artigo Anexar arquivos e elementos gráficos aos registros do banco de dados.

Assistente de Pesquisa

O Assistente de Pesquisa não é um tipo de dado. Ele é usado para criar dois tipos de listas suspensas: listas de valores e campos de pesquisa. Uma lista de valores usa uma lista delimitada de itens inseridos manualmente quando você usa o Assistente de Pesquisa. Esses valores podem ser independentes que qualquer outro dado ou objeto no banco de dados.

Em contraste, um campo de pesquisa usa uma consulta para recuperar dados de uma ou mais das outras tabelas em um banco de dados, ou em outro local, como um servidor que está executando o Windows SharePoint Services 3.0. O campo de pesquisa exibe então os dados em uma lista suspensa. Por padrão, o Assistente de Pesquisa define o campo de tabela como o tipo de dado Número.

É possível trabalhar com campos de pesquisa diretamente em tabelas e também em formulários e relatórios. Por padrão, os valores de um campo de pesquisa aparecem em um tipo de controle de lista chamado caixa de combinação — uma lista com uma seta suspensa: Uma lista de pesquisa em branco Dependendo de como o criador do banco de dados configurou o campo Pesquisa e a caixa de combinação, é possível editar itens na lista e adicionar itens à lista. Para fazer isso, o criador do banco de dados deve configurar uma propriedade do campo Pesquisa (a propriedade chamada de Limitar à lista e o criador precisa desativá-la).

Se você não puder editar diretamente os valores em uma lista Pesquisa, será preciso adicionar ou alterar os dados na lista predefinida de valores ou na tabela que serve como fonte para o campo de pesquisa. Para obter informações sobre como fazer isso, consulte Editar itens em um campo de pesquisa, mais adiante neste artigo.

Finalmente, ao criar um campo Pesquisa, você pode optar por configurá-lo de modo a oferecer suporte a valores múltiplos. Ao fazer isso, a lista resultante exibirá uma caixa de seleção próxima a cada item da lista e você poderá selecionar ou desmarcar tantos itens quantos forem necessários. Esta figura ilustra uma lista de valores múltiplos típica:

Uma lista de caixas de seleção.

Para obter informações sobre a criação de campos de pesquisa multivalorados e o uso das listas resultantes, consulte o artigo Usar uma lista que armazena valores e Guia para campos de valores múltiplos.

Início da página Início da página

Como as propriedades de campos de tabela afetam a atualização

Se você não estiver familiarizado com o Access ou com os conceitos de bancos de dados relacionais, leia esta seção. Não é possível executar grandes atualizações com sucesso, a menos que você entenda como os tipos de dados definidos para campos de tabela afetam a atualização.

O design de um banco de dados normalmente começa pela criação de uma ou mais tabelas. Você decide quais tipos de dados cada tabela conterá, define as chaves primárias — um campo que identifica de forma exclusiva cada registro (linha) — para cada tabela e cria as relações entre as tabelas.

Como parte desse processo, você define propriedades para os campos de cada tabela. Por exemplo, você pode definir um campo Texto para que não aceite mais de 50 caracteres e um campo Número para aceitar somente valores de moeda.

 Observação   É possível definir a maioria das propriedades de campo usando o modo Design. No entanto, também é possível definir algumas propriedades usando comandos disponíveis nos grupos da Faixa de Opções, parte da Interface de usuário do Microsoft Office Fluent. Por exemplo, você pode definir formatos visuais para os campos Texto e Memorando usando os comandos no grupo Fonte da guia Início. Para obter mais informações sobre como usar esses comandos, consulte o artigo Formatar dados em linhas e colunas.

MostrarMostre-me como definir ou alterar as propriedades de um campo de tabela.

Agora, o Access fornece duas maneiras de exibir propriedades para um campo de tabela — você pode usar os comandos na guia Folha de dados ou pode abrir a tabela no Modo de design. Os conjuntos de etapas a seguir explicam como usar as duas técnicas.

Exibir propriedades da tabela usando comandos, na guia Folha de Dados

  1. No Painel de Navegação, clique duas vezes na tabela que você deseja usar.
  2. Clique na guia Folha de dados e use os comandos, no grupo Tipo de Dados e Formatação, para exibir as propriedades para cada campo da tabela.

Exibir propriedades da tabela no Modo Design

  1. No Painel de Navegação, clique com o botão direito do mouse na tabela e clique no Modo Design.

O Access abre a tabela na grade de design.

  1. Na parte inferior da grade, em Propriedades do Campo, clique na guia Geral, se ainda não estiver selecionada.

–ou–

Para ver as propriedades de um campo Pesquisa, clique na guia Pesquisa.

O campo Pesquisa é um campo de tabela que usa uma lista de valores embutidos em código ou uma consulta que recupera os valores de uma ou mais tabelas em um banco de dados. Por padrão, o campo Pesquisa te apresenta esses valores em forma de lista. Dependendo de como um criador de banco de dados define o campo Pesquisa, é possível selecionar um ou mais itens nessa lista.

Os campos Pesquisa geralmente confundem os novos usuários do Access, porque uma lista de itens aparece em um local (a lista que o Access cria a partir dos dados no campo Pesquisa), mas os dados podem residir em outro local (a tabela que contém os dados). Lembre-se de que quando você atualiza os dados em um campo Pesquisa, é necessário atualizar a tabela de origem (o segundo local). Não é possível atualizar um campo Pesquisa a partir da lista.

A tabela a seguir lista as propriedades de tabela que têm o maior efeito sobre a entrada de dados e explica o seu impacto.

Propriedade Localização na grade de design da tabela Valores possíveis Comportamento ao tentar inserir dados
Tamanho do Campo guia Geral 0-255 O limite de caracteres aplica-se somente a campos definidos para o tipo de dados Texto. Se você tentar inserir mais do que o número de caracteres especificado, eles serão cortados.
Obrigatório guia Geral Sim/Não

Se estiver ativada, essa propriedade o obrigará a inserir um valor em um campo, e o Access não permitirá que você salve nenhum dado novo até completar o campo. Caso contrário, o campo aceitará valores nulos, ou seja, o campo poderá ficar em branco.

 Observação   Um valor nulo não é o mesmo que zero. Zero é um dígito, e o Access pode usá-lo em cálculos. Nulo é um valor ausente, indefinido e desconhecido.

Permitir seqüências de comprimento zero guia Geral Sim/Não Se estiver ativada, é possível inserir seqüências de comprimento zero — seqüências que não contêm caracteres. Para criar uma seqüência de comprimento zero, digite um par de aspas duplas sem espaço entre elas ("") e pressione ENTER.
Indexado guia Geral Sim/Não Quando você indexa um campo de tabela, o Access evita que você insira valores duplicados.
Máscara de Entrada guia Geral Conjuntos predefinidos ou personalizados de caracteres literais e de espaço reservado

Uma máscara de entrada o obriga a inserir dados em um formato predefinido. As máscaras aparecem quando você seleciona um campo em uma tabela ou um controle em um formulário. Por exemplo, suponha que você clique em um campo Data e veja este conjunto de caracteres: MMM-DD-AAAA. Este conjunto de caracteres é conhecido como uma máscara de entrada, ela o obriga a inserir o valor de mês como uma abreviação de três letras, por ex. OUT, e o valor de ano como quatro dígitos, em vez de dois. Portanto, se você vir essa máscara, você inserirá uma data tipo OUT-15-2006.

 Observação   Lembre-se de que as máscaras de entrada somente controlam como você insere os dados, e não como o Access exibe esses dados. Por exemplo, você pode inserir uma data tipo OUT-15-2006, mas o Access pode armazenar o valor como 10152006 — ou seja, sem caracteres de formatação. Depois, quando você visualizar a data em uma tabela, um formulário ou relatório, o Access pode estar definido para exibi-la como 10/15/2006.

Para obter mais informações sobre como criar e usar máscaras de entrada, consulte o artigo Formatar dados em linhas e colunas.

Controle de Exibição guia Pesquisa Os valores dependem do tipo de dados definido para o campo

Para os campos Texto e Número, é possível escolher entre o controle de caixa de texto, caixa de listagem ou caixa de combinação. Para os campos Sim/Não, é possível escolher entre o controle de caixa de seleção, caixa de texto ou caixa de combinação.

 Observação   Se você escolher qualquer coisa diferente de Caixa de Listagem ou Caixa de Combinação, o Access ocultará as demais propriedades na guia Pesquisa.

Tipo de Origem da Linha guia Pesquisa Tabela/Consulta
Lista de Valores
Lista de Campos
Se você definir a caixa de propriedade Controle de Exibição, como Caixa de listagem ou Caixa de combinação, poderá definir essa propriedade como Tabela/Consulta, Lista de Valor ou Lista de campos. Por sua vez, essa propriedade controla o tipo de valor que pode ser usado na propriedade Origem da Linha. Consulte a próxima entrada.
Origem da Linha guia Pesquisa Depende da propriedade Tipo de Origem da Linha. Se a propriedade Tipo de Origem da Linha for definida como Tabela/Consulta, o campo desta propriedade poderá conter o nome de uma tabela ou consulta. Se for definida como Lista de Valores, esta propriedade conterá uma lista de valores separados por ponto-e-vírgula (;). E se a propriedade Tipo de Origem da Linha for definida como Lista de Campos, ela conterá o nome de uma tabela, consulta ou instrução SQL.
Limitar a uma Lista guia Pesquisa Sim/Não Quando definido como Sim, o Access localiza valores correspondentes conforme os usuários inserem texto em um controle de caixa de combinação. Em outras palavras, a definição Sim ativa o recurso de toque antecipado. Além disso, o Sim impede que os usuários editem os itens de uma lista diretamente do controle de caixa de listagem ou de combinação. Em vez disso, os usuários devem editar os itens na caixa da propriedade Origem da Linha ou, no caso de campos de pesquisa, editar os itens na tabela que contém os dados de origem do campo Pesquisa. Para obter mais informações sobre como usar campos de pesquisa, consulte a seção intitulada "Editar os itens em um campo Pesquisa" no artigo Adicionar um ou mais registros a um banco de dados.
Permitir Edições da Lista de Valores guia Pesquisa Sim/Não

Ativa ou desativa o comando Editar Itens de Lista para listas de valores, mas não para campos de pesquisa. Para habilitar esse comando para campos de pesquisa, insira um nome de formulário válido na propriedade List Items Edit Form. O comando Permitir Edições da Lista de Valores aparece em um menu de atalho que é exibido clicando com o botão direito do mouse em um controle de caixa de listagem ou de combinação. Quando você executa o comando, a caixa de diálogo Editar Itens de Lista é exibida. Por outro lado, se você especificar o nome de um formulário na caixa da propriedade Formulário de Edição de Itens de Lista, o Access iniciará esse formulário em vez da caixa de diálogo.

 Observação   Você pode executar o comando Editar Itens de Lista a partir de controles de caixa de listagem e de combinação localizados em formulários e de controles de caixa de combinação localizados em tabelas e em conjuntos de resultados de uma consulta. Os formulários devem ser abertos no modo Design ou modo Navegação; as tabelas e os conjuntos de resultados de uma consulta devem ser abertos no modo Folha de Dados.

Formulário de Edição de Itens de Lista guia Pesquisa Nome do formulário de entrada de dados Se você especificar o nome de um formulário de entrada de dados nesta propriedade de tabela, esse formulário abrirá quando um usuário executar o comando Editar Itens de Lista. Caso contrário, a caixa de diálogo Editar Itens de Lista será exibida quando o usuário executar o comando.

Para obter mais informações sobre o design de tabelas de banco de dados e a definição de propriedades, consulte os artigos a seguir.

  • Noções básicas do design de bancos de dados explica conceitos fundamentais como o planejamento de um banco de dados, o design dos dados e a normalização — o processo de dividir os dados entre tabelas relacionadas e eliminar os dados redundantes.
  • Criar tabelas em um banco de dados explica como criar tabelas, adicionar chaves primárias (campos que identificam exclusivamente cada linha ou registro na tabela) e como definir tipos de dados e propriedades da tabela.

Início da página Início da página

Usar um formulário para atualizar dados

Um formulário é usado para atualizar pequenas quantidades de dados. Nesse caso, "pequeno" significa qualquer número de registros que você deseja atualizar manualmente. Os formulários oferecem uma maneira mais rápida, fácil e precisa de editar e atualizar pequenas quantidades de dados.

A forma como você usa um formulário para editar dados depende do design do formulário. Os formulários podem conter qualquer número de controles, como listas, caixas de textos, botões e folhas de dados — grades de aparência semelhante às planilhas do Microsoft Excel. Por outro lado, cada um dos controles no formulário lê dados de um campo de tabela base ou grava dados nesse campo. O que você faz com um determinado controle depende do conjunto de tipo de dados do campo de tabela base, de qualquer conjunto de propriedades desse campo e, possivelmente, de várias propriedades que foram definidas para cada controle pelo criador do banco de dados. Para obter mais informações sobre como os tipos de dados e as propriedades de campos afetam a entrada de dados, consulte Como os tipos de dados afetam a forma como você insere dados e Como as propriedades de campos de tabela afetam a forma como você insere dados, anteriormente neste artigo.

As seções a seguir explicam como usar os controles de entrada de dados mais comuns. Se tiver dúvidas sobre um banco de dados específico, consulte o administrador do sistema ou o criador do banco de dados.

Adicionar ou editar texto em uma caixa de texto

O Access fornece um controle de texto para uso com os campos Texto e Memorando. Geralmente, dá para saber se o campo base é texto ou memorando pelo tamanho do controle, que costuma refletir o tamanho do campo de tabela base. Por exemplo, se você vincular o controle a um campo Texto que aceita mais de 50 caracteres, você dimensionará o tamanho do controle de forma correspondente. Por outro lado, se você vincular o controle a um campo Memorando, será possível dimensionar o tamanho do controle para exibir um ou dois parágrafos de texto sem precisar rolar.

Além disso, é possível definir um campo Memorando para oferecer suporte ao formato rich text e, assim, aplicar fontes, tamanhos, estilos e cores diferentes ao texto.

Editar texto em uma caixa de texto

  • Posicione o cursor na caixa de texto e altere os dados. Lembre-se de que não é possível efetuar cálculos em um campo Texto ou Memorando.

Aplicar o formato rich text

 Observação   Você só pode seguir estas etapas quando uma caixa de texto estiver vinculada a um campo Memorando. Consulte as etapas em Visualizar as propriedades de um campo de tabela, anteriormente neste artigo.

  1. Com a tabela aberta no modo Folha de Dados, selecione o campo Memorando. Geralmente, é possível procurar um campo chamado "Comentários", "Anotações" ou "Descrição".
  2. Na guia Página Inicial, no grupo Fonte, use os botões e menus para formatar o texto.

Você pode aplicar fontes e tamanhos diferentes ao texto, fazer com que ele fique em negrito ou itálico, alterar as cores e assim por diante.

Início da página Início da página

Usar uma folha de dados para atualizar dados

É possível alterar dados trabalhando diretamente no modo Folha de Dados (uma grade de linhas e colunas semelhante a uma planilha do Microsoft Excel). Você pode alterar os dados em tabelas, conjuntos de resultados de uma consulta e formulários que exibem folhas de dados.

Em geral, usa-se folhas de dados quando é necessário alterar apenas um pequeno número de registros ou partes de um único registro. Se você estiver familiarizado com o Excel, as folhas de dados serão relativamente fáceis de entender, e será possível fazer alterações sem ter um conhecimento mais aprofundado do Access, como a capacidade de criar e executar consultas.

Lembre-se destes fatos conforme for prosseguindo.

  • Você não precisa salvar explicitamente suas alterações. O Access as confirma na tabela quando você move o ponto de inserção para um novo campo na mesma linha ou quando você move o ponteiro para outra linha.
  • Por padrão, os campos em um banco de dados do Access devem ser definidos para aceitar um tipo específico de dados, como texto ou números. Você deve inserir o tipo de dados que o campo está definido para aceitar. Caso contrário, o Access exibirá uma mensagem de erro.
  • Um campo pode ter uma máscara de entrada aplicada. Uma máscara de entrada é um conjunto de caracteres literais e de espaço reservado que o obriga a inserir dados em um formato específico. Por exemplo, uma máscara de entrada para um código postal pode exigir dados que estejam em conformidade com o formato francês, enquanto uma máscara de entrada para um número de telefone pode exigir que você insira números no formato alemão.

Para obter mais informações sobre máscaras de entrada, consulte o artigo Formatar dados em linhas e colunas.

  • Com exceção dos anexos e das listas de valores múltiplos, só é possível inserir um valor na maioria dos campos. Caso não saiba se um campo aceita anexos, consulte o administrador do sistema ou o criador do banco de dados. É sempre possível identificar uma lista de valores múltiplos, porque o Access exibe uma caixa de seleção ao lado de cada item de lista.

Alterar dados em uma folha de dados

  1. No Painel de Navegação, clique duas vezes na tabela ou consulta que contém os dados que deseja alterar.

Por padrão, o Access abre a tabela ou consulta no modo Folha de Dados — uma grade semelhante a uma planilha do Excel.

  1. Clique ou coloque o foco no primeiro campo que deseja alterar e editar os dados.
  2. Para mover para o próximo campo, pressione TAB, use uma das teclas de direção ou clique no próximo campo.

Quando você pressiona TAB, por padrão, o Access usa as definições regionais do Windows para determinar se ele moverá o cursor para a esquerda ou direita. Se o computador estiver definido para usar um idioma que lê da esquerda para a direita, o cursor moverá para a direita, quando você pressionar a tecla TAB. Se o computador estiver definido para usar um idioma que lê da direita para a esquerda, o cursor moverá para a esquerda.

Aplicar o formato rich text aos dados em um campo Memorando

  1. Com a tabela ou o resultado da consulta abertos no modo Folha de Dados, selecione o campo Memorando.

Geralmente, é possível procurar um campo chamado "Comentários", "Anotações" ou "Descrição". Se ainda assim você não conseguir localizar o campo Memorando, consulte as etapas em Visualizar as propriedades de um campo de tabela, anteriormente neste artigo.

  1. Na guia Página Inicial, no grupo Fonte, use os botões e menus para formatar o texto.

Você pode aplicar fontes e tamanhos diferentes ao texto, fazer com que ele fique em negrito ou itálico, alterar as cores e assim por diante.

Início da página Início da página

Usar uma consulta atualização para alterar dados existentes

As consultas atualização são usadas para adicionar, alterar ou excluir parte (não tudo) de um ou mais registros existentes. Você pode pensar nas consultas atualização como uma forma poderosa da caixa de diálogo Localizar e Substituir. Você insere um critério de seleção (o equivalente rude de uma seqüência de pesquisa) e um critério de atualização (o equivalente rude de uma seqüência de substituição). Diferentemente da caixa de diálogo, as consultas atualização podem aceitar vários critérios, permitir que você atualize um grande número de registros de uma vez e permitir que você altere registros em mais de uma tabela.

Lembre-se de que você não pode usar as consultas atualização para adicionar registros inteiros. Para fazer isso, é utilizada uma consulta acréscimo.

Para obter mais informações, consulte o artigo Criar uma Consulta de Acréscimo.

 Observação   A maneira mais segura de usar uma consulta atualização é primeiro criar uma consulta seleção que teste seus critérios de seleção. Por exemplo, suponha que você queira atualizar uma série de campos Sim/Não de Não para Sim para um determinado cliente. Para isso, você adiciona critérios a sua consulta seleção até que ela retorne todos os registros Não desejados para aquele cliente. Quando tiver certeza de que tem os registros corretos, você converte sua consulta seleção para uma consulta atualização, insere seus critérios de atualização e, em seguida, executa a consulta para atualizar os valores selecionados. As etapas nesta seção explicam como criar uma consulta seleção e, em seguida, convertê-la em uma consulta atualização.

Criar uma consulta seleção

  1. Abra o banco de dados que contém os registros que deseja atualizar.
  2. Na guia Criar, no grupo Outros, clique em Design de Consulta.

O criador de consultas é aberto, a guia Design aparece e a caixa de diálogo Mostrar Tabela é aberta.

  1. Selecione a tabela ou as tabelas que contêm os registros que você deseja atualizar e clique em Adicionar e, em seguida, em Fechar.

A tabela ou tabelas aparecem como uma ou mais janelas na seção superior da grade de design da consulta, e as janelas listam todos os campos em cada tabela. A figura a seguir mostra o criador de consulta com uma tabela típica.

Uma tabela no criador de consultas

  1. Clique duas vezes nos campos que você deseja atualizar. Os campos selecionados aparecem na linha Campo, na seção inferior do criador de consultas.

Você pode adicionar um campo de tabela por coluna, na seção inferior, ou adicionar todos os campos em uma tabela rapidamente clicando duas vezes no asterisco, (*) na parte superior da lista dos campos de tabela. A figura a seguir mostra o criador de consultas com todos os campos adicionados.

Uma consulta com todos os campos de tabela adicionados

  1. Opcionalmente, você pode inserir um ou mais critérios na linha Critério da grade de design. A tabela a seguir mostra alguns exemplos de critérios e explica o efeito que eles exercem em uma consulta.
Critérios Efeito
>234 Retorna todos os números maiores que 234. Para localizar todos os números menores que 234, use < 234.
>= "Callahan" Retorna todos os registros de Callahan até o final do alfabeto.
Entre #02/02/06# E #01/12/06# Retorna datas de 2-Fev-06 até 1-Dez-06 (ANSI-89). Se seu banco de dados usa os caracteres curingas ANSI-92, utilize aspas simples (') em vez do sinal de número (#). Exemplo: Entre '02/02/06' E '01/12/06'
Não "Alemanha" Localiza todos os registros em que os conteúdos exatos do campo não são exatamente iguais a "Alemanha." O critério retornará registros que contêm caracteres além de "Alemanha," tais como "Alemanha (euro)" ou "Europa (Alemanha)".
Não "T*" Localiza todos os registros exceto aqueles que começam com T. Se seu banco de dados usa o conjunto de caracteres curingas ANSI-92, utilize o símbolo de porcentagem (%) em vez do asterisco.
Não "*t" Localiza todos os registros que não terminam com t. Se seu banco de dados usa o conjunto de caracteres curingas ANSI-92, utilize o símbolo de porcentagem (%) em vez do asterisco.
In(Canadá,RU) Em uma lista, localiza todos os registros que contém Canadá ou Reino Unido.
Como "[A-D]*" Em um campo Texto, localiza todos os registros que começam com as letras A até D. Se seu banco de dados usa o conjunto de caracteres curingas ANSI-92, utilize o símbolo de porcentagem (%) em vez do asterisco.
Como "*ar*" Localiza todos os registros que incluem a seqüência de letras "ar". Se seu banco de dados usa o conjunto de caracteres curingas ANSI-92, utilize o símbolo de porcentagem (%) em vez do asterisco.
Como "Maison Dewe?" Localiza todos os registros que começam com "Maison" e contêm uma outra seqüência de 5 letras, na qual as primeiras 4 são "Dewe" e a última é desconhecida. Se seu banco de dados usa o conjunto de caracteres curingas ANSI-92, utilize o sublinhado (_) em vez do ponto de interrogação.
#02/02/06# Localiza todos os registros para 2 de fevereiro de 2006. Se seu banco de dados usa o conjunto de caracteres curingas ANSI-92, coloque a data entre aspas simples, em vez de entre o sinal de número ('02/02/06').
< Data( )- 30 Retorna todas as datas com mais de 30 dias.
Data( ) Retorna todos os registros que contêm a data de hoje.
Entre Data( ) E SomData("M", 3, Data( )) Retorna todos os registros entre a data de hoje e três meses a partir da data de hoje.
É Nulo Retorna todos os registros que contêm um valor nulo (vazio ou indefinido).
É Negado Nulo Retorna todos os registros que contêm um valor.
"" Retorna todos os registros que contêm uma seqüência de comprimento zero. As seqüências de comprimento zero são usadas quando você precisa adicionar um valor em um campo obrigatório, mas ainda não sabe qual é o valor. Por exemplo, um campo pode solicitar um número de fax, mas alguns de seus clientes podem não ter aparelhos de fax. Nesse caso, você digita um par de aspas duplas sem espaço entre elas ("") em vez de um número.
  1. Na guia Design, no grupo Resultados, clique em Executar.

Verifique se a consulta retornou apenas os registros que você deseja atualizar. Conforme necessário, você pode selecionar os campos que não deseja e pressionar DELETE para removê-los, pode arrastar campos adicionais para a grade de design e pode alterar seus critérios até que esteja satisfeito com os resultados da consulta.

  1. Vá para as próximas etapas.

Atualizar registros

  1. Na guia Design, no grupo Tipo de Consulta, clique em Atualizar.

Isso muda a consulta seleção para uma consulta atualização. O Access adiciona a linha Atualizar para na seção inferior do criador de consultas.

Uma consulta atualização com um único critério de atualização

  1. Localize o campo que contém os dados que você deseja alterar e insira sua expressão (que irá alterar seus dados), na linha Atualizar para, desse campo.

Esta tabela mostra alguns exemplos de expressões e explica como elas alteram os dados.

Expressão Resultado
"Vendedor" Em um campo Texto, altera um valor de texto para Vendedor.
#10/08/06# Em um campo Data/Hora, altera um valor de data para 10-Ago-06.
Sim Em um campo Sim/Não, altera um valor Não para Sim.
"NP" & [NúmeroDePeça] Adiciona "NP" ao início de cada número de peça especificado.
[PreçoUnitário] * [Quantidade] Multiplica os valores nos campos chamados PreçoUnitário e Quantidade.
[Frete] * 1,5 Aumenta os valores em um campo chamado Frete em 50%.
DSum("[Quantidade] * [PreçoUnitário]",
"Detalhes do Pedido", "[CódigoDoProduto]=" & [CódigoDoProduto])
Onde os valores CódigoDoProduto da tabela atual coincidem com os valores CódigoDoProduto da tabela Detalhes do Pedido, esta expressão atualiza os totais de vendas multiplicando os valores em um campo chamado Quantidade pelos valores em um campo chamado PreçoUnitário.
Right([CEPDeDestino], 5) Trunca os caracteres mais à esquerda em uma seqüência numérica ou de texto, deixando os cinco caracteres mais à direita.
IIf(ÉNulo([PreçoUnitário]), 0, [PreçoUnitário]) Altera um valor nulo (desconhecido ou indefinido) para zero (0) em um campo chamado PreçoUnitário.
  1. Na guia Design, no grupo Resultados, clique em Executar.

Uma mensagem de alerta é exibida. A figura a seguir mostra a mensagem:

A mensagem de alerta da consulta de atualização

  1. Clique em Sim para executar a consulta.

 Observação   Você pode desativar as mensagens de alerta. Para fazer isso, clique no Botão do Microsoft OfficeImagem do botão, clique em Opções do Access, clique em Avançado e, em Confirmar, desmarque a caixa de seleção Consultas de ação.

  1. Para ver os resultados da consulta de atualização, na guia Início ou na guia Design, no grupo Modos de exibição, clique em Exibir e, em seguida, clique em Modo Folha de Dados. Você também pode clicar no botão Modo Folha de Dados, localizado na barra de status do Access.

 Observação   Ao executar a consulta, talvez você observe que estão faltando alguns campos no seu conjunto de resultados. Se sua consulta contém campos que você não atualizou, o Access remove esses campos por padrão. Por exemplo, você pode incluir campos Identificação de duas tabelas para ajudar a garantir que sua consulta retorne e opere nos registros corretos. Se você não atualizar esses campos Identificação, o Access os removerá.

Início da página Início da página

Usar uma consulta acréscimo para adicionar registros a tabelas

Um dos usos mais freqüentes de uma consulta de acréscimo é adicionar um grupo de registros de uma ou mais tabelas em um banco de dados de origem a uma ou mais tabelas em um banco de dados de destino. Por exemplo, suponha que você consiga alguns clientes novos e um banco de dados contendo uma tabela de informações sobre esses clientes. Para evitar digitar esses dados novos manualmente, você pode acrescentá-los na tabela ou tabelas apropriadas em seu banco de dados. Também é possível usar as consultas de acréscimo para:

  • Acrescentar registros com base em critérios. Por exemplo, talvez você queira acrescentar apenas os nomes e os endereços de clientes com pedidos pendentes.
  • Acrescentar registros quando alguns dos campos em uma tabela não existem na outra tabela. Por exemplo, suponha que sua tabela Clientes tenha 11 campos, e os campos na tabela Clientes de outro banco de dados coincidam com 9 dos seus 11 campos. Você pode usar uma consulta acréscimo para adicionar somente os dados dos campos coincidentes e ignorar os outros.

O processo de criação de uma consulta de acréscimo para acrescentar dados de um banco de dados para outro segue estas etapas básicas:

  • Abra o banco de dados de origem (o banco de dados que contém os registros que você deseja acrescentar) e crie uma consulta de seleção que retorne apenas os registros que você deseja acrescentar.
  • Converta aquela consulta de seleção em uma consulta acréscimo.
  • Adicione as tabelas e os campos de destino à consulta de acréscimo. Se você estiver acrescentando registros a outro banco de dados, primeiro abra esse banco de dados e depois selecione as tabelas.
  • Execute a consulta para acrescentar os registros.

 Observação    Faça backup dos dados antes de iniciar. Se você cometer um erro, poderá excluir os registros acrescentados da tabela de destino, mas excluir manualmente um grande número de registros pode ser muito demorado. Ter um backup disponível pode ajudá-lo a corrigir qualquer erro em menos tempo.

Criar uma consulta seleção

  1. Abra o banco de dados de origem — o banco de dados que contém os registros que você deseja acrescentar.
  2. Na guia Criar, no grupo Outros, clique em Design de Consulta.

A grade de design da consulta aparece e a caixa de diálogo Mostrar Tabela aparece.

  1. Selecione a tabela que contém os registros que você deseja acrescentar, clique em Adicionar e, em seguida, em Fechar.

A tabela é exibida como uma janela na seção superior da grade de design da consulta. A janela relaciona todos os campos da tabela. Esta figura mostra uma tabela típica no criador de consultas.

Uma tabela no criador de consultas

  1. Arraste os campos que você deseja acrescentar da tabela para a linha Campo, na seção inferior da grade do design de consultas.

É possível adicionar um campo de tabela por coluna na seção inferior. Para adicionar todos os campos rapidamente, clique no asterisco (*) no topo da lista de campos de tabela. Esta figura mostra o criador de consultas com vários campos de tabela adicionados:

Uma consulta com três campos na grade de design

Esta figura mostra o criador com todos os campos adicionados:

Uma consulta com todos os campos de tabela

  1. Na guia Design, no grupo Resultados, clique em Executar.

Verifique se a consulta retornou os registros que você deseja atualizar. Conforme necessário, você pode desmarcar a caixa de seleção Mostrar ou pressionar DELETE para remover campos indesejados. Também pode arrastar campos adicionais para a grade de design até que esteja satisfeito com os resultados da consulta.

  1. Continue com as próximas etapas.

Converter a consulta em uma consulta acréscimo

  1. Na guia Design, no grupo Tipo de Consulta, clique em Acrescentar.

É exibida a caixa de diálogo Acréscimo.

  1. Nesse momento, você pode acrescentar registros de uma tabela para outra no mesmo banco de dados, ou acrescentar registros a uma tabela em outro banco de dados.
    • Acrescentar registros a uma tabela no mesmo banco de dados

      1. Na caixa de diálogo Acréscimo, clique em Banco de Dados Atual (se ainda não estiver selecionado) e, em seguida, selecione a tabela de destino na lista Nome da Tabela.
      2. Clique em OK.

Ao criar sua consulta seleção, você adicionou alguns ou todos os campos da tabela de origem na linha na grade de design de consulta. Caso tenha adicionado a tabela inteira durante essa etapa, o Access agora adicionará a tabela de destino inteira, na linha Acrescentar a, conforme mostrado aqui:.

Uma consulta de acréscimo que inclui todos os campos de duas tabelas

–ou–

Se você adicionou campos individuais na sua consulta seleção, e os nomes dos campos nas tabelas de origem e de destino coincidirem, o Access adicionará automaticamente os nomes do campo de destino na linha Acrescentar a, conforme mostrado aqui:.

Uma consulta de acréscimo com campos coincidentes

–ou–

Caso tenha adicionado campos individuais, e alguns ou todos os nomes nas tabelas de origem e de destino não coincidirem, o Access deixará os campos com nomes incompatíveis, na linha Acrescentar a, vazios. Clique em cada campo vazio e selecione o campo de destino desejado na lista resultante, conforme mostrado aqui.

Escolhendo campos de destino para uma consulta de acréscimo

  1. Para visualizar as suas alterações, clique em Exibir.
  2. Retorne para o modo Design e, em seguida, clique em Executar, para acrescentar os registros.

    Acrescentar registros a uma tabela em outro banco de dados

  1. Na caixa de diálogo Acréscimo, clique em Outro Banco de Dados.
  2. No campo Nome do Arquivo, digite o local e o nome do banco de dados de destino.
  3. No campo Nome da Tabela, digite o nome da tabela de destino e, em seguida, clique em OK.

–ou–

Clique em Procurar e use a segunda caixa de diálogo Acréscimo para localizar o banco de dados de destino. Clique em OK após localizar e selecione o banco de dados de destino. Isso fechará a segunda caixa de diálogo. Na primeira caixa de diálogo, no campo Nome da Tabela, digite o nome da tabela de destino e, em seguida, clique em OK.

Digite o nome da tabela de destino e, em seguida, clique em OK para fechar a primeira caixa de diálogo Acréscimo.

Na etapa 4 da seção anterior, você adicionou todos os campos da tabela de origem ou parte deles à linha Campo, na grade de design da consulta. Caso tenha adicionado a tabela inteira durante essa etapa, o Access agora adicionará a tabela de destino inteira, na linha Acrescentar a, conforme mostrado aqui:

Uma consulta de acréscimo que inclui todos os campos de duas tabelas

–ou–

Se você adicionou campos individuais na etapa 4 e os nomes dos campos nas tabelas de origem e de destino coincidirem, o Access adicionará automaticamente os nomes do campo de destino na linha Acrescentar a, desta maneira:

Uma consulta de acréscimo com campos coincidentes

–ou–

Caso tenha adicionado campos individuais, e alguns ou todos os nomes nas tabelas de origem e de destino não coincidirem, o Access deixará os campos incompatíveis na linha Acrescentar a vazios. Clique em cada campo vazio e selecione o campo de origem desejado na lista resultante, desta maneira:

Escolhendo campos de destino para uma consulta de acréscimo

  1. Para visualizar as suas alterações, clique em Exibir.
  2. Alterne para o modo Design e, em seguida, clique em Executar para acrescentar os registros.

Início da página Início da página

Usar a Coleta de Dados para atualizar registros

O Office Access 2007 fornece um novo recurso chamado Coleta de Dados. Você pode configurar um formulário de entrada de dados no Microsoft Office Outlook 2007, coletar informações e armazenar os dados em um banco de dados do Access. Explicar como é usado o recurso Coleta de Dados está além do escopo deste artigo.

Para obter informações sobre como usar a Coleta de Dados, consulte o artigo intitulado Coletar dados através de mensagens de e-mail.

Início da página Início da página

Usar a caixa de diálogo Localizar e Substituir para alterar dados

A caixa de diálogo Localizar e Substituir oferece outra maneira de alterar pequenas quantidades de dados em menos tempo e com menos esforço. Explicar como é usada essa caixa de diálogo está além do escopo deste artigo.

Para obter informações sobre como usar a caixa de diálogo, consulte o artigo Usar a caixa de diálogo Localizar e Substituir para alterar dados.

Início da página Início da página

Usar atualizações em cascata para alterar os valores da chave primária e da chave estrangeira

Às vezes, pode ser necessário atualizar o valor de uma chave primária. Se você usar a chave primária como uma chave estrangeira, será possível atualizar automaticamente suas alterações por todas as instâncias filho da chave estrangeira.

Como um lembrete, uma chave primária é um valor que identifica de maneira exclusiva cada linha (registro) em uma tabela de banco de dados. Uma chave estrangeira é uma coluna que corresponde à chave primária. Geralmente, as chaves externas residem em outras tabelas e permitem que você crie uma relação (um link) entre os dados nas tabelas.

Por exemplo, suponha que você use um número de identificação do produto como uma chave primária. Um número de identificação identifica um produto de forma exclusiva. Também é possível usar esse número de identificação como uma chave estrangeira em uma tabela de dados de pedidos. Dessa forma, você pode localizar todos os pedidos que envolvem cada produto, porque toda vez que alguém fizer um pedido para tal produto, a identificação tornar-se-á parte do pedido.

Algumas vezes, esses números de identificação (ou outros tipos de chaves primárias) mudam. Quando isso acontece, você pode alterar o valor de sua chave primária e fazer com que essa alteração seja feita automaticamente em cascata por todos os registros filhos relacionados. Você habilita esse comportamento ativando a integridade referencial e as atualizações em cascata entre as duas tabelas.

Lembre-se destas regras conforme for prosseguindo.

  • Você pode ativar as atualizações em cascata somente para os campos de chave primária definidos para os tipos de dados Texto ou Número. Não é possível usar as atualizações em cascata nos campos definidos para o tipo de dados AutoNumeração.
  • Você pode ativar as atualizações em cascata somente entre as tabelas com uma relação um-para-muitos.

As etapas a seguir explicam como criar uma relação e ativar as atualizações em cascata para essa relação.

Criar a relação

  1. Na guia Ferramentas de Bancos de Dados, no grupo Mostrar/ocultar, clique em Relações.
  1. Na guia Design, no grupo Relações, clique em Mostrar Tabela.

A caixa de diálogo Mostrar Tabela é exibida.

  1. Se ainda não estiver selecionada, clique na guia Tabelas, selecione as tabelas que deseja alterar, clique em Adicionar e clique em Fechar.

Você pode pressionar SHIFT para selecionar várias tabelas ou adicionar cada tabela individualmente. Selecione apenas as tabelas nos lados "um" e "muitos" da relação.

  1. Na janela Relações, arraste a chave primária da tabela, no lado "um" da relação, e solte-a no campo de chave Externa da tabela no lado "muitos" da relação.

A caixa de diálogo Editar Relações aparecerá. A imagem seguinte mostra a caixa de diálogo.

A caixa de diálogo Editar Relações

  1. Marque a caixa de seleção Impor Integridade Referencial e clique em Criar.
  2. Vá para o próximo conjunto de etapas.

Ativar atualizações em cascata em chaves primárias

  1. Se você não tiver seguido as etapas da seção anterior, abra o banco de dados que contém a relação que deseja alterar.
  2. Na guia Ferramentas de Bancos de Dados, no grupo Mostrar/ocultar, clique em Relações.

A janela Relações é exibida e mostra as associações (exibidas como linhas de conexão) entre as tabelas no banco de dados. A figura a seguir mostra uma relação típica:

Uma relação entre duas tabelas

  1. Clique com o botão direito do mouse na linha de associação entre as tabelas pai e filho e clique em Editar Relação.

A caixa de diálogo Editar Relações aparecerá. A imagem seguinte mostra a caixa de diálogo.

Caixa de diálogo Editar Relações com uma relação existente

  1. Selecione Propagar atualização dos campos relacionados, verifique se a caixa de seleção Impor Integridade Referencialestá marcada e, em seguida, clique em OK.

Para obter mais informações sobre como criar relações, consulte os artigos a seguir:

Início da página Início da página

 
 
Aplica-se a:
Access 2007